Papa Francisco vai fazer cirurgia de emergência devido a risco de obstrução intestinal - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 7 de junho de 2023

Papa Francisco vai fazer cirurgia de emergência devido a risco de obstrução intestinal


Um dia após ser hospitalizado para realização de exames, o papa Francisco, de 86 anos, retornou nesta quarta-feira (7) à unidade de saúde, em Roma, na Itália, onde será submetido a uma cirurgia, em caráter de emergência e sob anestesia geral. A operação é motivada pelo risco de obstrução intestinal, anunciou o Vaticano.


A intervenção é "necessária" devido ao agravamento dos sintomas apresentados pelo pontífice, informou a equipe médica, e exigirá "vários dias" de hospitalização, segundo comunicado divulgado pelo diretor do serviço de imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni.


O argentino presidiu, na manhã desta quarta, a audiência geral na Praça de São Pedro, diante de milhares de fiéis. Após o compromisso, ele foi transportado, com escolta policial, ao hospital Gemelli, na capital italiana, onde chegou por volta do meio-dia, no horário local (cerca de 7h em Brasília).


Após a audiência geral, o Santo Padre seguiu para o hospital universitário A. Gemelli, onde, no começo da tarde, será submetido a uma operação de laparotomia e a uma cirurgia plástica da parede abdominal com prótese, sob anestesia geral", explicou Bruni.


A laparotomia é um procedimento cirúrgico que consiste na abertura da cavidade abdominal. Ainda conforme porta-voz, a operação vinha sendo preparada nos últimos dias pela equipe médica e se tornou necessária devido a uma hérnia incisional que provocaria obstruções recorrentes, que eram "dolorosas e em vias de agravamento". 


Na manhã de terça-feira (6), o papa compareceu ao mesmo hospital e foi submetido a "exames", mas o Vaticano não revelou os procedimentos.


Esta não será a primeira vez que o religioso precisa ser operado devido a um problema na região do intestino. Em julho de 2021, Francisco permaneceu quase 10 dias internado para uma cirurgia no cólon. Ele afirmou que sofreu "sequelas" da anestesia.


PROBLEMAS DE SAÚDE RECORRENTES


No fim de março deste ano, o argentino, eleito papa em 2013, foi novamente internado na unidade de saúde para tratar uma infecção respiratória. 


Diário do Nordeste