Anvisa aprova medicamento injetável capaz de previr a infecção pelo vírus HIV, - Revista Camocim


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 12 de junho de 2023

Anvisa aprova medicamento injetável capaz de previr a infecção pelo vírus HIV,


O primeiro medicamento injetável capaz de previr a infecção pelo vírus HIV, causador da Aids, foi aprovada para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). ⁠

Denominado cabotegravir, o remédio atua como uma profilaxia pré-exposição (PrEP), ou seja, reduz as chances de infecção pelo virus mesmo em casos de contato direto. A patente do remédio é britânica, associada à farmacêutica britânica GSK. ⁠

O uso do medicamento foi autorizado em publicação no Diário Oficial da União (DOU) no começo desta semana, porém ainda não há uma data prevista para o início da comercialização. Conhecida como a "PrEP injetável", o remédio representa a mais recente e revolução na busca por uma vacina e cura para a infecção pelo vírus HIV no mundo. ⁠

COMO FUNCIONA? 

O tratamento busca "preparar" o organismo para enfrentar um contato com o vírus durante uma situação de exposição, seja em uma relação sexual ou não. O método em questão apresenta ação prolongada de prevenção. A injeção apresenta necessidade de duas doses iniciais com quatro semanas de intervalo entre elas, seguidas de uma dose de reforço a cada oito semanas após as doses iniciais.⁠


O POVO