Páscoa: animais não-humanos versus chocolate - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 6 de abril de 2023

Páscoa: animais não-humanos versus chocolate


Por Vágila Frota


Estamos na Semana Santa, em que no domingo, 09 de abril, acontece a Páscoa. Nestes dias, ocorre a maior venda e consequente consumo de chocolate do ano. Só se fala em chocolate. Ainda que não se possua condições financeiras para comprar o popular "Ovo de Páscoa" em decorrência do elevado valor, as pessoas compram barrinhas de chocolate. Tudo é válido para que o domingo seja um dia mais doce.


E não existe nada mais especial que compartilhar a vida com nossos amados animaizinhos, não é mesmo?! Todavia se faz importante alertar quanto a dúvida de muitos: 


Posso oferecer chocolate para meus bichinhos?


A resposta é: NÃO!! JAMAIS!! 


E o motivo é simples, o chocolate é composto de duas substâncias: a teobromina e, algumas vezes também, a cafeína, que são ALTAMENTE TÓXICOS para cães e gatos.


Alguns sintomas em casos de intoxicação por inobservância ao incorreto fornecimento de chocolate a cães e gatos são: excitação, arritmias cardíacas, tremores, vômitos, diarreias,  incontinência urinária, aumento da temperatura corpórea, convulsões que podem levar a morte, entre outros.


Ademais, não acreditem no mito de fornecer leite para conter a intoxicação, porque é irreal, não há evidência científica alguma que o leite possa reverter o quadro tóxico, podendo até piorar.


Em resumo: NÃO forneçam chocolate a cães e gatos, tampouco deixe o produto em locais de fácil acesso (lembrem que eles são crianças de patinhas). E em caso de ingestão acidental, procure imediatamente socorro médico-veterinário de sua confiança.


Texto: Vágila Frota 

Revisão técnica: Jairo Alves Ramos (médico veterinário, mestrando em Ciências Veterinárias UECE, membro Direito Animal do Brasil).