Sem governo sério, a sensação de impunidade transformou Camocim na "Casa da Mãe Joana" - Revista Camocim

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!
Clique na imagem

Contato: (88)9 9937-1998

Contato: (88)9 9937-1998

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







quarta-feira, 4 de janeiro de 2023

Sem governo sério, a sensação de impunidade transformou Camocim na "Casa da Mãe Joana"


O carro está estacionado ilegalmente na calçada do antigo Colégio 7 Setembro, na rua Alcindo Rocha, nas proximidades da praça da Rodoviária, no Centro de Camocim. 


Segundo moradores,  que enviaram as fotos, não se trata de um caso isolado,pois todos os dias três veículos não faltam no local, ignorando as regras de trânsito, os agentes municipais do Departamento Municipal de Trânsito - que fica a uma quadra do local-, as leis, as pessoas e principalmente os idosos e cadeirantes.




Moradores da área suspeitam que os veículos sejam de hospedes do apartamento que fica no outro lado da rua, de propriedade do grupo Vieira, ou de trabalhadores da galeria situada no mesmo prédio. 


Alfinetada 


Todo motorista, mesmo sem habilitação, sabe que é proibido estacionar em calçadas. Cabe aí uma multa a ser administrada pelos agentes de trânsito.


E por falar neles, acredite, caro leitor: eles ainda existem em Camocim!, trabalhando com precariedade, sucateados, sem autoridade e boicotados pelo governo municipal. 


Para ser honesto: o Demutran apenas sobrevive!


Bom, mas voltando para o estacionamento ilegal: os infratores devem ter percebido a fragilidade da fiscalização e a desordem no município.  Isso gera a sensação de impunidade, ou seja, é a famosa casa da Mãe Joana, onde tudo é permitido. E é sobre isso que as fotos desta postagem tratam.


Carlos Jardel