Justiça Recebe Ação Penal contra a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Barroquinha por crime de injuria racial. - Revista Camocim

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!
Clique na imagem

Contato: (88)9 9937-1998

Contato: (88)9 9937-1998

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Justiça Recebe Ação Penal contra a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Barroquinha por crime de injuria racial.


O Ministério Público do Ceará manifestou-se favoravelmente pelo recebimento de queixa crime contra a Secretária da Ação Social e Direitos Humanos de Barroquinha, Alice Veras [fotos], por ela ter agredido verbalmente no dia da eleição um jovem, estudante de Biomedicina da Universidade Federal do Piauí, com ofensas homofóbicas.


Como os ânimus alterados, de dentro de seu veículo, a Secretária, que também é assistente social, lançou expressões contra o jovem universitário, quando este estava entrando em seu local de votação, por serem divergentes nos pensamentos políticos.


O lingujar depreciativo e homofóbico não será descrita pelo blog em respeito ao caro leitor. 

 

O advogado do processo, Rildo Veras, manifestou-se ao blog dizendo: “é lamentável que o comportamento parta de uma assistente social de formação e estudante de direito, que possui o dever legal de garantir os direitos humanos das minorias, não só promovendo políticas públicas, mas também dando exemplo de respeito.”.


Agora o processo seguirá com a intimação da Secretária Alice Veras para se defender, podendo, ao final, ser condenado a pena de reclusão de 1 a 3 anos e multa, podendo a chegar a 5 anos se o crime for considerado mais grave.


Alfinetada


Uma secretária que possui duas faculdades – assistência social e direito -, mas que não aprendeu nada sobre humanidade e respeito foi escolhida com base em que requisitos? Porque o requisito viagem pelo mundo a Alice Veras sabe muito bem, apesar de ser remunerada com apenas R$5.000,00 (cinco mil reais).


Carlos Jardel