Justiça anula sessões e determina que, em 72 horas, Câmara de Vereadores de Viçosa do Ceará eleja novos dirigentes da Mesa Diretora - Revista Camocim

Clique na imagem e se inscreva no nosso canal


Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




sábado, 17 de dezembro de 2022

Justiça anula sessões e determina que, em 72 horas, Câmara de Vereadores de Viçosa do Ceará eleja novos dirigentes da Mesa Diretora


A juíza da 2ª Vara da Comarca de Viçosa do Ceará, Josilene de Carvalho Sousa, anulou, nesta sexta-feira (15), as sessões que elegeram duas chapas para a Mesa Diretora da Câmara Municipal e determinou que, em 74 horas, seja realizada nova eleição para escolha dos dirigentes do Legislativo. De acordo com a decisão, a nova eleição deve ser convocada em 48 horas.


As divergências afloraram após o presidente da Câmara, Manoel Crente, rejeitar o pedido de registro da chapa apresentada pelo grupo de 9 vereadores que são aliados ao prefeito Franci Rocha(MDB). Manoel argumentou erro no direcionamento do pedido de registro da chapa.


A disputa pela Presidência da Câmara de Vereadores foi parar na Justiça após, nessa quinta-feira, serem eleitos dois presidentes. Uma das chapas foi eleita com apenas seis vereadores em plenário, enquanto a segunda chapa, com a presença de 9 vereadores, elegeu outro presidente.


Os desentendimentos entre os vereadores provocaram confrontos e agressões verbais. Os conflitos, com troca de acusações e xingamentos, chegaram às ruas do Município.


O descumprimento do Regimento Interno da Casa levou a Justiça a anular as sessões que escolheram os dirigentes da Mesa Diretora e determinar que seja cumprido o Regimento Interno na eleição dos novos dirigentes do Poder.
Ceará Agora