Vereador Ataíde alfineta César Veras e diz que "o choro é livre" e que apoiar depois que deu tudo certo "não é apoiar, é pegar carona" - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







segunda-feira, 10 de outubro de 2022

Vereador Ataíde alfineta César Veras e diz que "o choro é livre" e que apoiar depois que deu tudo certo "não é apoiar, é pegar carona"


Na sessão legislativa da última sexta-feira (7), o vereador Ataíde Clemente não perdeu a oportunidade de agradecer os votos do eleitorado que ajudaram a eleger todos os candidatos apoiados pelo casal Chico Vaulino e Euvaldete Ferro, respectivos ex-prefeito e ex-primeira dama, lideranças da oposição de Camocim. Para o vereador, o resultado das urnas "acende a esperança do povo" para as eleições municipais de 2024, quando Euvaldete deverá ser candidata à prefeita. 


O vereador Ataíde lembrou do compromisso assumido pelo então governador Eleito, Elmano, e pela vice, Jade Romero, em ajudar o projeto politico da Tijuca nas eleições municipais e num futuro governo.  "Chico Vaulino sentou numa mesa com Elmano e Jade e foi  um comprometimento muito forte", disse.


Alfinetada


Quem não gostou do pronunciamento do vereador Ataíde foi o vereador César Veras, que teve que ouvir a frase irônica e de chateação que ele [César] costuma disparar  contra a oposição: "o choro é livre"


"O César Veras tem um grande ditado aqui, que diz que o choro é livre. E  aí eu digo que o Jogo vira e hoje o choro é livre, vereador", alfinetou Ataíde, completando com a afirmativa: "nós [oposição] atendemos a expectativa, ao contrário da liderança  de vocês [ Sérgio Aguiar]que ficou só"


Falando do apoio do grupo Aguiar ao PT no segundo turno, o vereador Clemente disse: "agora estão dizendo que vão apoiar, que vão se unir. Mas, eu digo aqui para cada um: apoiar depois de dar certo, não é apoiar, é pagar carona, viu vereador César Veras. E aí pegar carona fica difícil, depois que deu tudo certo, todo filho é bonito", concluiu.


Carlos Jardel