Diferença de votos entre Lula e Bolsonaro no 2º turno é a menor desde a redemocratização do Brasil - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

26 de novembro: Show do Hungria em Camocim no Ilha Park

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Diferença de votos entre Lula e Bolsonaro no 2º turno é a menor desde a redemocratização do Brasil



A disputa entre o presidente eleito do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva (PT), e o candidato à reeleição, Jair Messias Bolsonaro (PL), foi a mais acirrada no país desde a redemocratização, quando o pleito direto foi retomado em 1989. Com 99,99% das urnas apuradas, a diferença, em números absolutos, foi de 2.138.454 de votos a mais de Lula sobre o total obtido por Bolsonaro. 


A vitória de Lula foi confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por volta de 19h57, quando 98,81% das urnas já tinham sido apuradas, quando Lula tinha 50,83% dos votos válidos e não poderia mais ser alcançado por Bolsonaro, aquela altura, com 49,17% de votos válidos.


Conforme o TSE, com 99,97% das urnas apuradas, em números absolutos, Lula obteve 60,3 milhões de votos, enquanto Bolsonaro teve 58,2 milhões de votos. 

A diferença de pouco mais de 2,1 milhões de votos entre o candidato vencedor e o derrotado é a menor desde a redemocratização do Brasil. Antes desta disputa, a mais acirrada foi entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), em 2014, quando a candidata petista conseguiu 3,4 milhões de votos a mais que Aécio e saiu vencedora. 


LULA BATE RECORDE DE VOTOS

Essa é a terceira eleição que Lula venceu para presidência da República. Com 60,3 milhões de votos, o petista conseguiu atingir o maior número de eleitores dentre todos os pleitos os quais concorreu à Presidência. Em 2006, ele obteve 58,2 milhões; em 2002, 52,7 milhões. 


Nas disputas anteriores, nas quais Lula ganhou no segundo turno, a diferença em 2006 entre ele e Geraldo Alckmin - hoje o vice-presidente eleito na chapa do petista - foi de 20,7 milhões de votos. 


Já em 2002, na disputa na qual Lula saiu vencedor diante de José Serra (PSDB), o petista obteve 19,4 milhões de votos a mais. Em 1998 e 1994 Fernando Henrique Cardoso (PSDB) venceu Lula, e ambos os pleitos se definiram no 1º turno. 


Outros pontos inéditos desta eleição são: o fato de um ex-presidente enfrentar um presidente em exercício, e Bolsonaro ser o primeiro chefe do executivo federal a perder reeleição no Brasil desde a redemocratização. 


Confira as diferenças em cada pleito desde 1989 em números absolutos de votos:


2022

Diferença foi de: 2.138.454* votos

Lula (PT) venceu Bolsonaro (PL)


*99,99% das urnas apuradas


2018

Diferença foi de: 10.756.941 votos

Bolsonaro (PSL) venceu Haddad (PT)


2014

Diferença foi de: 3.459.963 votos

Dilma (PT) venceu Aécio (PSDB)


2010

Diferença foi de: 12.041.141 votos

Dilma (PT) venceu Serra (PSDB)


2006

Diferença foi de: 20.751.864 votos

Lula (PT) venceu Alckmin (PSDB)


2002

Diferença foi de: 19.415.595 votos

Lula (PT) venceu Serra (PSDB)


1989

Diferença foi de: 8.988.709 votos

Collor (PRN) venceu Lula (PT)