Torcedor do Flamengo tem prisão decretada após assediar repórter - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





quinta-feira, 8 de setembro de 2022

Torcedor do Flamengo tem prisão decretada após assediar repórter


O torcedor do Flamengo que assediou a repórter Jéssica Dias, da ESPN, teve a prisão preventiva decretada após audiência de custódia. Ele prestou depoimento na delegacia do Maracanã e passou por julgamento no Juizado Especial Criminal (Jecrim), no próprio estádio.


Marcelo Benevides Silva estava acompanhado do filho, menor de 17 anos. O caso ocorreu nesta quarta-feira (7), em frente ao estádio carioca, durante semifinal da Libertadores contra o Vélez Sarsfield. Tanto a ESPN quanto os advogados do Flamengo se prontificaram a dar assistência ao jovem durante o período. 


Eles moram em Rio Bonito, interior do estado. A mãe do rapaz ainda não chegou ao local. Assustado, o jovem se desculpou com os jornalistas em nome do pai durante uma conversa informal.


Bastante abalada, a repórter Jéssica Dias prestou depoimento e foi liberada para casa. Ela esteve acompanhada pelo pai. Além do departamento jurídico do canal, os cinegrafistas André e Bandeira, além do supervisor Sérgio Koln, e o comentarista Pedro Ivo também estiveram com a jornalista.


O Flamengo publicou nota repudiando o assédio e também colocou os advogados do clube à disposição.


ENTENDA O CASO


Sem permissão, o homem beijou a repórter enquanto ela fazia uma entrada ao vivo nas proximidades do estádio. Ao fundo, torcedores do Flamengo cantavam músicas quando Marcelo beijou o rosto dela sem permissão. Desconfortável, a jornalista deixou o quadro da imagem em seguida. Logo o homem foi detido.


Diário do Nordeste