Máscaras não são mais obrigatórias nos ônibus do Ceará - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





sábado, 17 de setembro de 2022

Máscaras não são mais obrigatórias nos ônibus do Ceará


O uso de máscaras não é mais obrigatório no transporte público do Ceará. A decisão parte de uma reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 após ser constatado baixo número de casos da doença no Estado. O anúncio foi feito pela governadora Izolda Cela nesta sexta-feira, 16. 


"Lembro que a vacinação segue em andamento em todo o Estado. É muito importante que todos tomem as doses de reforço. Juntos estamos superando essa pandemia", afirmou a governadora. 


Ainda segundo o anúncio publicado nas redes sociais da governadora, o uso do equipamento de proteção permanece obrigatório nas unidades de saúde. 


Em aviões e aeroportos, as máscaras já não eram obrigatórias desde a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no dia 17 de agosto deste ano. 


Desde março de 2020, início da pandemia da Covid-19 no Ceará, 1.235.521 pessoas já se recuperaram da doença em todo o território cearense. A taxa de letalidade no Estado é de 2,0, conforme a última atualização da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, às 7h48min do dia 1º de setembro.


No último boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgado no dia 30 de agosto, constatou que a positividade das amostras (RT-PCR) colhidas para diagnóstico de Covid-19 em Fortaleza caiu para 1%.


O POVO