Decisões do TSE sobre partidos beneficiam chapa do PT na disputa ao governo do Estado - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Decisões do TSE sobre partidos beneficiam chapa do PT na disputa ao governo do Estado


Decisões tomadas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, nesta quarta-feira (10), favoreceram as candidaturas de Elmano de Freitas e Camilo Santana (PT) na sucessão estadual. Após a Corte determinar neutralidade do PSDB no pleito, retirando-o da coligação com o PDT de Roberto Cláudio, outras duas decisões beneficiaram os petistas: a confirmação da liminar de apoio do PP ao PT e, posteriormente, do PROS. 


Neste último caso, o partido estava alinhado à candidatura de Capitão Wagner, entretanto uma decisão do TSE repassou o comando da legenda para uma ala do partido simpática a uma aproximação com o ex-presidente Lula e o PT. Por conta disso, a mudança fez com que o partido passe a integrar a coligação petista.


A coligação agora conta com os seguintes partidos: PT, MDB, PP, SD, PV, PCdoB, Pros, Psol, Rede. 


Ainda pode caber recurso das decisões tomadas, mas como duas delas foram colegiadas, casos do PP e do PROS, há uma demonstração de que as teses estão mais consolidadas e que será mais difícil reverter os casos. 


No caso da neutralidade do PSDB, cuja decisão foi liminar e tomada pelo ministro Benedito Gonçalves, o diretório local já recorreu e aguarda o julgamento do Caso. Dependendo da definição, o PDT de Roberto Cláudio, poderá ter que redefinir um candidato ao Senado. 


Diário do Nordeste