Camilo e Cid serão ouvidos em próximo passo para definição de candidato do PDT para governo - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







quarta-feira, 29 de junho de 2022

Camilo e Cid serão ouvidos em próximo passo para definição de candidato do PDT para governo


No encontro ocorrido nesta terça-feira (28) entre Ciro Gomes e os pré-candidatos do PDT ao governo do Estado, um dos temas definidos foi o reforço da liderança do senador Cid Gomes (PDT) e do ex-governador Camilo Santana (PT) no processo de definição da candidatura do grupo governista. 


Um dos próximos atos dos pré-candidatos na dinâmica de definição do representante governista é um encontro com os dois líderes, além da conversa que terão com os presidentes dos demais partidos da aliança, conforme já informamos nesta Coluna. 


Izolda Cela, Roberto Cláudio, Mauro Filho e Evandro Leitão estiveram com Ciro Gomes em reunião no início da tarde de terça (28).


Cid Gomes, responsável pelas estratégias eleitorais do grupo governista, está afastado do processo de debate interno desde maio. O senador nem sequer compareceu ao encontro regional do PDT, ocorrido no dia 15 de junho, em Fortaleza. Na ocasião, o evento que seria para demonstrar unidade acabou jogando mais gasolina na fogueira de divergência entre os aliados. 


Lideranças do grupo governista atribuíram os entreveros à ausência do senador, sempre lembrado como um ponto de pacificação entre os aliados. 


Já Camilo Santana, que renunciou ao mandado no dia 2 de abril para concorrer ao Senado, é outro líder, neste momento, está distante do debate interno no PDT. Embora tenha feito aparições públicas e sinalizações em nome da “unidade”, o ex-governador, filiado ao PT, acompanha à distância o debate interno no partido aliado.  


Em contato recente com este colunista no fim de maio, Cid Gomes disse que “o momento é de ouvir mais e falar menos”. Já Camilo declarou que tem tido o “máximo cuidado” para que não pareça interferência na decisão que é do PDT. 


Uma conversa ocorrida ainda nesta terça na Câmara dos Deputados entre André Figueiredo, presidente estadual do PDT, e José Guimarães, líder do grupo majoritário no PT no Estado, deu uma indicação semelhante em relação a Cid e Camilo. 


Evidentemente, tanto o PT quanto o PDT têm condições de manter a unidade, que deve ser buscada pelos comandos dos dois partidos e chancelada pelo ex-governador Camilo Santana e o senador Cid Gomes”

JOSÉ GUIMARÃES

Deputado federal

 

Diário do Nordeste