Vereadores de Tamboril trocam agressões durante sessão, e parlamentar fratura nariz; veja vídeo - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







segunda-feira, 16 de maio de 2022

Vereadores de Tamboril trocam agressões durante sessão, e parlamentar fratura nariz; veja vídeo

Dois vereadores de Tamboril, no Sertão de Crateús, trocaram agressões físicas e verbais durante sessão na Câmara Municipal, na última sexta-feira (13). Marcos Morais (MDB) relatou ter sido atingido pelo opositor Venceslau Torres (PDT) com um soco após tecer críticas à atual gestão. (Assista a confusão no vídeo acima)


A sessão estava sendo transmitida ao vivo nas redes oficiais da Casa quando tudo ocorreu. Conforme as imagens, o emedebista é rebatido por Venceslau no momento em que discursava contra a gestão de Tamboril e o presidente da Casa, Francisco Geovani Santos de Sousa. 


“O que eu quero, senhor presidente, é que o senhor realmente assuma a cadeira de presidente que até hoje o senhor não fez ainda, e conduza essa Casa com autoridade, porque senão, daqui a pouco, isso aqui vai virar um ringue. Uma hora isso aqui pode virar um ringue de luta”, inicia Marcos.


Em seguida, Vesceslau pontua que o adversário "não respeita ninguém" e "não pode aqui estar chamando vereador de p****, de m**** e de b****", diz, citando as palavras obscenas na fala de Morais.


FRATURA NO NARIZ


Após a troca de farpas, os dois iniciaram um confronto físico, mas o ângulo da câmera da Câmara Municipal não conseguiu alcançar a violência. Morais alegou ter sofrido um golpe no rosto que fraturou o seu nariz. 


Nas redes sociais, o vereador mostra o hematoma no rosto e o nariz inchado. O parlamentar lamenta o episódio e considera que "nada justificará" a atitude do opositor.


“Durante todo esse tempo nunca fiz, e nunca farei, (se Deus quiser), nenhuma agressão física a nenhum colega de trabalho, por mais que discordasse fielmente de quaisquer posicionamentos”.


O Diário do Nordeste entrou em contato com os políticos e aguarda retorno. Essa matéria será atualizada mediante resposta. 


Diário do Nordeste