PT Ceará fez consulta à presidente nacional, Gleisi Hoffmann, sobre crise provocada por Ciro - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos






Para mais mais informações, clique na imagem





quarta-feira, 4 de maio de 2022

PT Ceará fez consulta à presidente nacional, Gleisi Hoffmann, sobre crise provocada por Ciro



Antes de se posicionar sobre a manutenção da aliança com o PDT no Ceará, o diretório estadual do PT fez consulta à presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, para alinhar a postura da legenda. A informação é do deputado estadual Acrísio Sena (PT). 


Está prevista para as 17 horas desta quarta-feira (4) uma reunião de lideranças do PT para avaliar a situação da aliança com o PDT. 


"A Executiva fez uma consulta ao Diretório Nacional do PT, à presidente Gleisi Hoffmann, para tirarmos uma posição conjunta entre a direção nacional do partido e a direção estadual. Vamos esperar. (...) A grande referência para nós é sair com o PT unido", disse Acrísio, em entrevista na Assembleia Legislativa.


Recém-chegados ao PT, os deputados estaduais Augusta Brito e Júlio César Filho defendem a manutenção da aliança, apesar dos ataques.


"PT e o partido liderado no Ceará pelos Ferreira Gomes sempre tiveram aliança de sucesso, respeitando e considerando todos os partidos aliados. Temos que lutar pela manutenção da aliança. Precisamos nos posicionar sobre esses comentários. O presidenciável Ciro Gomes é um grande líder no Brasil e no Ceará, mas precisamos nos posicionar para dar um basta nesses ataques", afirmou o líder do Governo na AL-CE.


"Fico triste em ver esses pensamentos, essas falas, mas a melhor opção é manter a união. Temos um projeto bem maior", pontuou Augusta.


ALIANÇA AMEAÇADA


A nova crise foi gerada após ataques do pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT). Em entrevista ao Jornal Jangadeiro na terça-feira (3), chegou a dizer que o partido tem "um lado corrupto" no Estado.


Em resposta, o PT do Ceará convocou uma reunião emergencial para discutir a manutenção da aliança com o PDT. 


"As declarações de Ciro Gomes são de extrema agressividade, capazes inclusive de interditar de vez os esforços até então empreendidos pela manutenção da aliança com o PDT no Ceará", disse o presidente do PT Ceará, Antônio Filho, o Conin, em nota.


Diário do Nordeste