Disputa por instalação de "toboágua": homem é lesionado a golpes de pá nas dunas do Lago Grande em Camocim. - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos






Para mais mais informações, clique na imagem





segunda-feira, 25 de abril de 2022

Disputa por instalação de "toboágua": homem é lesionado a golpes de pá nas dunas do Lago Grande em Camocim.



Uma confusão motivada pela disputa da instalação de um brinquedo conhecido como toboágua, nas dunas do Lago Grande, Camocim, terminou com um homem lesionado a golpes de pá (instrumento de serviço) durante a tarde de quinta-feira, 21. 


Conforme apurou o Camocim Polícia 24h, era por volta das 22h30 quando a PM de Camocim foi informada que um homem havia dado entrada na UPA local vítima de lesões corporais.


Uma equipe policial foi até a UPA e localizou a vítima identificada como Antônio Egildo, 42 anos, residente no Sítio Vila Nova, na zona rural de Camocim. O homem teria relatado que por volta das 17h, nas dunas do Lago Grande,  houve um desentendimento entre ele e os irmãos Flávio e Andrevandro, ambos residentes na localidade de Moréias, em Camocim.


Segundo as informações policiais, a discórdia foi motivada porque a vítima havia instalado um toboágua próximo ao toboágua dos dois irmãos, que não teriam gostado da iniciativa da vítima, pois entendiam que haveria prejuízos comerciais para os mesmos. Sendo assim, os irmãos teriam tomado uma pá pertencente a vítima e começaram a agredi-la.


O homem sofreu lesões na face, mas precisamente no nariz, na mão direita, na perna esquerda e no lado direito das costas, na altura do ombro. Um amigo da vítima identificado como José foi intervir nas agressões e também teria sido lesionado no braço pelos irmãos. Momentos depois a vítima foi socorrida por parentes até a UPA de Camocim. 


O fato aconteceu por volta das 17h, mas a PM só foi comunicada às 22h30. Uma equipe do P.O.G. de Camocim e outra equipe do P.O.G. de Granja  foram até a localidade de Moréias na tentativa de prender os irmãos. Os policiais foram até a casa dos suspeitos e conversaram com os familiares que disseram que ambos haviam saído cedo e não haviam mais retornado e que também não tinham ideia do seu paradeiro.


Foram realizadas diligências por toda a região na tentativa de localizar e prender os suspeitos, porém sem êxito. Foi iniciado o procedimento na DRPC de Camocim onde as vítimas foram ouvidas sobre o suposto crime de lesão corporal dolosa que teria sido praticada pelos irmãos. Certamente a Polícia Civil irá intimá-los e dar continuidade às investigações.


Fonte: Camocim Polícia 24h


Em tempo


O homem agredido é conhecido na Vila por ser uma pessoa pacifica e integra. Seus familiares, em contato com o Revista Camocim, consideram que ele foi vítima de uma tentativa de homicídio. Eles relataram ainda que os irmãos agressores têm um histórico violento, inclusive de ameaças. "Eles querem ser os donos das dunas", disse a esposa do homem agredido. 


Carlos Jardel