Após mais de 70h, bombeiros resgatam corpo de mulher que caiu em cacimba em Juazeiro do Norte - Revista Camocim

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!

Colégio Marujo, 15 anos! Na rota da educação!
Clique na imagem

Contato: (88)9 9937-1998

Contato: (88)9 9937-1998

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







segunda-feira, 28 de março de 2022

Após mais de 70h, bombeiros resgatam corpo de mulher que caiu em cacimba em Juazeiro do Norte

 


O corpo de bombeiros resgatou na tarde deste domingo (27) o corpo de Sônia Cristina Pereira da Silva, 48 anos. A mulher havia caído em cacimba desativada na última quinta-feira (24) e teve o corpo localizado neste domingo, em Juazeiro do Norte, região do Cariri cearense. 


ATUALIZAÇÃO às 15h44: Inicialmente, houve a informação de fonte oficial dos Bombeiros sobre o resgate ter sido concluído no final da manhã. No entanto, segundo o coronel do Corpo de Bombeiros, Agnaldo Viana, o resgate só foi efetivado após as 15h.


Na manhã de hoje, uma equipe de 21 bombeiros retomou a retirada do barro e entulhos da área. De acordo com o coronel do Corpo de Bombeiros, Agnaldo Viana, o corpo foi avistado por volta de 14h15 deste domingo. Os bombeiros, então, iniciaram um trabalho de içamento.


"A maior dificuldade que nós tivemos inicialmente foi a tampa da cacimba, depois foi a chuva, depois o material para dar segurança aos nossos bombeiros e, depois, tivemos a situação de que o local que estávamos era muito limitado, cercado de casas. Nós tínhamos 3 m² para poder trabalhar e fazer a remoção do material e depois içar o corpo", detalhou o coronel.


Resgate


Foram mais de 70 horas de operação, que contou ainda com reforço de uma equipe especializada em resgate em estrutura colapsada enviada de Fortaleza. 


O corpo, já em estado de decomposição avançada, estava a aproximadamente 25 metros de profundidade. Para resgatá-lo, os bombeiros tiveram que cavar entre 6 e 7 m³. No sábado (26), o Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CBMCE) confirmou que a mulher não sobreviveu, mas a lama no local dificultava a localização exata.


Conforme coronel Agnaldo, as casas ao redor estão isoladas e a Defesa Civil irá realizar perícia. A cacimba onde ocorreu o acidente deve ser aterrada, por trazer risco para a população. 


Acidente


Sônia e a cunhada Edilânea Moreira, de 38 anos, tiravam roupas do varal quando caíram na cacimba desativada, conforme relato de Maria Pereira, irmã de Sônia. "Meu pai que desativou  a cacimba e colocou a tampa", lembrou.


Os bombeiros atuam no local desde às 14h da quinta-feira (24), na casa localizada no bairro Santa Tereza, em Juazeiro do Norte. Edilânea Moreira foi resgatada na sequência, por volta de 17h, e levada ao Hospital Regional do Cariri (HRC). Na queda no poço, ela quebrou o braço e o fêmur. 


Em razão da chuva na região, os trabalhos de busca chegaram a ser suspensos na noite de quinta-feira e foram retomados na manhã de sexta (25). 


Diário do Nordeste