Vereador Requer, com data retroativa, o reajuste de 33,23% para os professores de Camocim. - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos






Para mais mais informações, clique na imagem





terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

Vereador Requer, com data retroativa, o reajuste de 33,23% para os professores de Camocim.




O vereador professor Mário Roberto (PCdoB) protocolou ontem (31) na Secretaria da Câmara Municipal de Vereadores seu primeiro requerimento de 2022, solicitando  o  reajuste de 33,23% para os professores.   


“Não há desculpas para o Município retardar o reajuste, pois a tendência é que em 2022 Camocim receba ainda mais recursos nos cofres do FUNDEB, até porque a complementação da União nesse ano é de 15% (em 2021 essa complementação era de 12%)”, pontuou o vereador da bancada de oposição pedindo ainda que “esse percentual seja aplicado em toda a tabela de vencimentos do magistério municipal, com data retroativa a 1.º de janeiro desse ano”.


O vereador comunicou que “Juazeiro do Norte e Fortaleza já anunciaram os reajustes. E é importante que isso se dê em Camocim quanto antes". De acordo com Mário  "a demora faz com que o pagamento retroativo jogue para o bolso dos professores, dolorosas “mordidas” do Imposto de Renda".


“O reajuste é merecido, pois, os docentes de todo o Brasil não tiveram reajustes em 2021, sem falar que há pesquisas sérias que indicam que, num grupo de 40 países ligados à OCDE, o Brasil tem o menor piso pago aos professores”, disse.


O Requerimento




Carlos Jardel