Juiz determina que Ésio Cruz mantenha 300 m de distância do advogado Marcos Coelho e não o mencione em redes sociais - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

Juiz determina que Ésio Cruz mantenha 300 m de distância do advogado Marcos Coelho e não o mencione em redes sociais

O magistrado também determinou que o  sargento Exército se distancie da residência e do local de trabalho do advogado sob pena de haver imposição de medidas mais restritivas, inclusive a decretação da prisão preventiva.




O Juiz Tiago Dias da Silva, da 1a Vara da Comarca de Camocim, atendeu à requerimento do Ministério Público e determinou que o Sargento da Reserva do  Exército Ésio Cruz cumpra, imediatamente, medidas cautelares para salvaguardar a integridade física, moral e profissional do advogado Marcos Coelho.


Confira trecho da decisão: 


Diante de todo o exposto, nos termos dos arts. 282 e 319 do CPP, acolho o pedido ministerial de fls. 30/32, ocasião em que determino ao acusado Antônio Ésio de Sousa Cruz o cumprimento das seguintes medidas cautelares:


I — Proibição ao representado de se aproximar do ofendido Marcos Antônio Silva Veras Coelho em distância inferior a 300 (trezentos) metros;


II — Proibição ao representado de se aproximar do local de trabalho/residência da vítima (Rua Engenheiro Privat, nº 501, Centro, Camocim-CE), em distância inferior a 300 (trezentos) metros;


III — Proibição ao representado de fazer menção ao ofendido Marcos Antônio Silva Veras Coelho em redes sociais, meios de comunicação e/ou plataformas digitais, seja de forma expressa ou de maneira indireta, em espaços próprios ou de interpostas pessoas, enquanto tramitar a ação penal n.º 0200766-55.2022.8.06.0293.


Intime-se o acusado, cientificando-o das medidas cautelares impostas, que devem ser cumpridas de forma integral, sob pena de haver imposição de medidas mais restritivas, inclusive a decretação da prisão preventiva.


Para entender:  Marcos Coelho é advogado de defesa do policial Militar George Tarick que matou Mateus Cruz na Delegacia de Camocim, sobrinho de Ésio Cruz.


Saiba mais sobre  o caso, LEIA: 


Promotoria de Camocim acata representação e pede que o sargento do Exército, Ésio cruz, seja proibido de usar armas e mantenha distância de 300 metros do advogado Marcos Coelho  


Sobre Ação do MP: Sargento Ésio cita o Desembargador Siro Darlan, que teria dito: Ministério Público é uma "inutilidade"


Carlos Jardel