Caso Matheus: foi uma caminha ordeira, manifestantes rezaram e pediram justiça! - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





domingo, 13 de fevereiro de 2022

Caso Matheus: foi uma caminha ordeira, manifestantes rezaram e pediram justiça!



A caminhada por justiça e paz, realizada hoje em Camocim, reuniu na tarde deste domingo (13) familiares e amigos do jovem Matheus Cruz, de 19 anos, assassinado a tiros por um policia militar à paisana na Delegacia Regional de Policia Civil de Camocim. 


O ato teve início na casa dos pais da vítima, seguiu até a Avenida Meira Mar,  com uma parada em frente a Boate Space, onde se inciou toda a confusão. Os participantes rezaram a oração do Pai Nosso  e seguiram ate a Praça do Coreto, onde Matheus foi detido por policiais.


A manifestação se encerrou em frente ao prédio da Delegacia Regional de Policia Civil. Lá, os manifestantes gritaram "por Justiça"m exibiram faixas e cartazes para as câmeras das equipes de reportagem e para os policiais que faziam a segurança do prédio. 


Um irmão do jovem assassinado pediu para que todos os manifestantes rezassem mais uma vez a oração do pai nosso e que em seguida todos voltassem para suas casas em paz.  


Logo após a oração, do meio da multidão, alguém arremessou uma garrafa de água contra os polícias. Um PM atirou para cima para dispersar a multidão. Houve correria, gritos e, em simultâneo, indignação de familiares, que tiveram gradualmente os ânimos contidos, sem conflitos. 


Em tempo: sobre os casos isolados de conflitos, falo AQUI


Vídeos



 Momento em que a caminhada chega na Delegacia e manifestantes rezam.





Carlos Jardel