Bolsonaro erra origem de Padre Cícero e questiona assessores: 'Cheio de pau de arara aqui e não sabem?' - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

Bolsonaro erra origem de Padre Cícero e questiona assessores: 'Cheio de pau de arara aqui e não sabem?'



Impaciente com a demora da resposta, o presidente Jair Bolsonaro chamou de "pau de arara" os assessores aos quais perguntou, durante "live" na noite desta quinta-feira (3), de qual estado ou cidade era o Padre Cícero.


Morto em 1934 em Juazeiro do Norte (CE) e reverenciado como santo no Nordeste por suposto milagre, Padre Cícero foi citado por Bolsonaro na transmissão ao vivo pela internet em razão de decretos de luto que revogou e cuja revogação posteriormente cancelou.


Inicialmente, Bolsonaro errou e disse que o líder religioso cearense era de Pernambuco. Em seguida, pediu a confirmação aos assessores presentes à transmissão. Mas em razão da demora da resposta, insistiu:


"Falaram que eu revoguei o luto de Padre Cícero. Lá do Pernambuco, é isso mesmo? Que cidade que fica lá? (silêncio) Cheio de pau de arara aqui e não sabem em que cidade fica Padre Cícero, pô? (mais silêncio). Juazeiro do Norte. Parabéns aí. Ceará, desculpa aí, Ceará", afirmou.


No mês passado, Bolsonaro cancelou a revogação de 122 decretos de luto oficial, revogados por ele e pelo ex-presidente Fernando Collor.


Entre esses decretos estaria o de Cícero Romão Batista, que nasceu no Crato (CE), mas ganhou notoriedade nacional em Juazeiro do Norte como sacerdote e líder político.


"Então, dada aquela confusão toda, começaram, a esquerda, a oposição: 'Olha só, ele não tem respeito pelo Padre Cícero'. Que que eu fiz? Liguei no mesmo dia para o chefe da SAJ, Secretaria de Assuntos Jurídicos. Falei: 'Pedro, vamos republicar o decreto de luto do Padre Cícero'. Não tinha necessidade de existir o decreto mais", disse Bolsonaro.


O luto por Padre Cícero não aparece entre os 122 decretos de luto oficial revogados por Bolsonaro. Mas, em mensagem postada em uma rede social no último fim de semana, Bolsonaro relacionou o religioso entre as personagens que tiveram o decreto de luto revogado e, posteriormente, reabilitado


Expressão recorrente


A origem da expressão "pau de arara" tem como pano de fundo a migração, desde o século 19, de pessoas do Nordeste para o Sul e o Sudeste do Brasil. As viagens longas, precárias e perigosas eram feitas em caminhões com tábuas atravessadas na carroceria, como araras no pau.


O presidente faz recorrentes piadas com nordestinos. Quando ainda era candidato em 2018, disse em uma entrevista que era "apaixonado por uma filha de pau de arara”, referindo-se ao fato do pai de Michelle Bolsonaro ser nordestino de Crateús, no Ceará.


Na ocasião, reclamou das críticas em relação a piadas regionais. “Vamos continuar essa brincadeira nossa, no espírito do humor. E vamos deixar essa coisa de que tudo é preconceito. Não pode fazer piada de gaúcho, piada de cearense é preconceito, de baiano não pode. Vamos acabar com isso. Nosso povo tem um humor maravilhoso, é feliz”, disse Bolsonaro.


Em 2019, também durante transmissão em redes sociais, Bolsonaro já tinha se referido a membros da equipe como "pau de arara".


Na ocasião, Bolsonaro se dirigiu ao ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, e perguntou se ele tem parente "pau de arara". O ministro responde que tem parentes no Piauí e no Rio Grande do Norte.


“Com essa cabeça, tu não negas, não”, respondeu Bolsonaro, dando gargalhadas em seguida.


O POVO