No Sesp: “Quando chegou a minha vez de realizar o teste, fui informado que não podia, porque já tinha completado os 10”. - Revista Camocim

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Super promoção "Matrícula Premiada" do Colégio Future.

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Colégio Future com matrículas abertas para 2023

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos







quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

No Sesp: “Quando chegou a minha vez de realizar o teste, fui informado que não podia, porque já tinha completado os 10”.



Escrevi recentemente sobre a necessidade de, neste surto de gripe, misturado com Covid-19, a secretaria da saúde qualificar o atendimento do Centro de Saúde Maria Helena Botona, antigo Sesp, para evitar a judiação dos pacientes que o procuram em caráter de emergência. Ocorre que a informação é de piora: o relato de pacientes é de que o Centro está realizando testes rápidos somente em 10 pessoas, em dois turnos.


“Fui agora de manhã, às 7h, quando chegou a minha vez fui informado que não poderia fazer o teste, porque já tinha completado os 10”,  relatou um indignado paciente. 


Ora, caro leitor, a demanda diária de pessoas que procuram o Sesp, necessitando de testes rápidos, ultrapassa com infinita folga a casa dos 20, situação que, em tese, obriga a urgente potencialização do referido aparelho púbico de saúde, caso contrário, será daí pra pior.



Carlos Jardel