Litoral de Camocim continua sendo divulgado como se fosse Jericoacora - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos






Para mais mais informações, clique na imagem





segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Litoral de Camocim continua sendo divulgado como se fosse Jericoacora



Com muita frequência as redes sociais, e até mesmo portais que trabalham com foco no turismo, divulgam fotos de Camocim como se fossem  Jericoacoara. A foto acima, postado no perfil de Instagram Rodrigo Vianas, apresenta uma jovem desfrutando das belezas do Mangue Seco, na Praia do Guriú, em Camocim. Porém, o comunicado diz "vem pra Jeri".


É uma situação de "desonestidade" por parte das agências de Jericoacoara que  vendem os passeios turísticos, se aproveitando dos paraísos naturais de Camocim. 


Bom, infelizmente, até mesmo o google, na ferramenta de localização, indica o Guriú como "Jericoacoara". 


Mas o nível da desonestidade não para por aí, muitos turistas, quando desembarcam no Lago Grande ou na Lagoa da Torta/Tatajuba são recepcionados com um caloroso "seja bem-vindo a Jericoacoara". 


Sobre essas questões, que fazem mal ao projeto do desenvolvimento turístico de Camocim, o secretário Ricardo Vasconcelos disse que o município vem trabalhando para extinguir essa prática. Porém, entra ano e sai ano e nada muda.


Por exemplo: os passeios nos lagos de Tatajuba e Lago Grande, bem como no Mangue Seco, na Praia de Guriú, só ocorrem, na sua quase totalidade, com os turistas hospedados em Jericoacoara. 


Se os empreendimentos da região, barracas, restaurantes e outros, fossem sobreviver com os pacotes vendidos em Camocim, já teriam fechado as portas. 


Carlos Jardel