Crianças de 5 anos foram as que mais morreram de Covid - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os produtos

Clique na imagem e faça agora sua pré-inscrição. Vagas limitadas!


Para mais mais informações, clique na imagem

Clique na imagem

Clique na imagem
R.General Tibúrcio, vizinho à Academia de Letras, Centro.Telefone: (88) 9 9422 2120.









segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Crianças de 5 anos foram as que mais morreram de Covid



Um levantamento realizado pelo site UOL com dados de cartório de registro civil do país revela que crianças de cinco anos foram as que mais morreram de covid-19 entre os anos de 2020 a 2021.


Os números retirados do portal da transparência da Associação de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) apontam que desde o início da pandemia houve 324 mortes de crianças entre 5 e 11 anos com covid-19.


Dessas, 65 faleceram aos 5 anos de idade, as maiores vítimas entre todas as idades.


Nas certidões de óbito, a maior causa de morte de crianças dessta faixa etária é a septicemia (reação exagerada do corpo a algum tipo de infecção causada por vírus, bactéria ou fungo). Em segundo lugar, está a pneumonia.


A covid é a quinta causa de morte.


Principais causas de morte (5-11 anos):


  • Septicemia – 717 Pneumonia –
  • 645 Acidentes vasculares cerebrais –
  • 467 Insuficiência respiratória –
  • 452 Covid-19 – 324


Vacinação


Está prevista para os próximos dias chegada do primeiro lote de vacinas pediátricas da Pfizer, autorizadas para crianças entre 5 e 11 anos, e estados já se preparam para dar a largada na imunização.


Segundo o Ministério da Saúde, Chegarão ao Brasil 3,74 milhões de doses neste mês de janeiro, com 1,25 milhão vindo no primeiro voo, previsto para esta quinta-feira, 13. Os próximos lotes chegam nos dias 20 e 27.


Faltarão vacinas neste primeiro momento, já que a população nesta faixa etária é de quase 20 milhões de crianças no Brasil (e seriam necessárias 40 milhões de doses para vacinação completa, com duas doses).


Ceará News 7