Sobre a Educação de Camocim: "Esse ano não foi nada fácil para a docência!" Zezé Andrade - Revista Camocim



Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Sobre a Educação de Camocim: "Esse ano não foi nada fácil para a docência!" Zezé Andrade

 


Por Zezé Andrade


Esse ano não foi nada fácil para a docência.  Fomos pegos de surpresa e tombamos com o duro golpe da administração municipal com a retirada do anuênio, da licença prêmio. Não tivemos reajuste salarial, não tivemos progressão na carreira. E o que se percebe é que, em se tratando de recursos, estes foram vultosos.


Em consideração aos docentes, por todo esforço, reinvenção  e custos com o ensino remoto/ híbrido, o mínimo e mais decente seria fazer o rateio do Fundo com os professores, como vários municípios já o fizeram. Mas, aqui em Camocim, impera a lei do silêncio.


A administração conta com duas professoras (no executivo) e na pasta da educação, porém ambas se comportam como amadoras  no quesito valorização. De resto,  louva-se  a atuação do professor Mário Roberto, legislador íntegro,  que incessantemente vem nos ajudando, batendo na tecla da valorização, de que é possível fazer mais pelos docentes camocinenses.


Que as gestoras acordem do berço esplêndido e façam jus a denominação de ser professora. Estamos no aguardo do capítulo final .


Professor efetivo da rede pública municipal