Se as eleições fossem hoje, Lula venceria no primeiro turno em todos os cenários pesquisados, diz Genial/Quaest - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Se as eleições fossem hoje, Lula venceria no primeiro turno em todos os cenários pesquisados, diz Genial/Quaest



Se as eleições fosse hoje, Luiz Inácio Lula da Silva venceria no primeiro turno em todos os cenários, de acordo com nova pesquisa da Genial/Quaest, publicada nesta quarta-feira (8).


O ex-presidente lidera em todos os cenários, em primeiro e segundo turnos. Já o presidente Jair Bolsonaro (PL) permanece em segundo lugar, mas é derrotado em qualquer situação


A Quaest analisou quatro cenários de pesquisa estimulada, em que são apresentados os nomes dos candidatos.


Intenção de votos válidos

Embora o jornal O Globo afirme que Lula não venceria em primeiro turno, a Fórum fez os cálculos excluindo o número de brancos, nulos e indecisos, usando apenas as intenções de votos nos candidatos. Desse modo, Lula venceria em todos os cenários apresentados.


Os cenários


No cenário com sete pré-candidatos, Lula teria 46% dos votos; Bolsonaro, 23%; Sergio Moro viria em terceiro, com 10%; Ciro Gomes, na quarta posição, com 5%; João Doria (PSDB), com 2%; e Rodrigo Pacheco (PSD) e Felipe D’Ávila empatados com 1%. O número de brancos e nulos é de 7% e o de indecisos, 5%. Se fossem levados em conta apenas as intenções de votos válidos, Lula venceria a eleição já no primeiro turno, com 52%.


Em um cenário sem a presença de Doria, Pacheco e D’Ávila, Lula segue na liderança com 47% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro, com 24%. Sergio Moro aparece com 11%, enquanto Ciro vem em seguida, com 7%. Se fossem levados em conta apenas as intenções de votos válidos, Lula também venceria a eleição neste cenário já no primeiro turno, com 52%.


Em um terceiro cenário, sem Doria, Moro e D’Ávila, Lula tem seu melhor desempenho, com 48% dos votos, chegando a 56% das intenções de votos válidos. Bolsonaro também cresce, chegando aos 27%. Ciro aparece com 8%, e Pacheco, com 2%, completam a lista.


Já no último quadro sem Moro, Pacheco e D’Ávila, Lula tem 47% das intenções de votos, seguido por Bolsonaro, com 27%; Ciro Gomes, com 7%; e João Doria, com 5%. Neste cenário, Lula atingiria 54% das intenções de votos válidos.


Lula vence também em todos os cenários de simulações de segundo turno: 55% dos votos contra 31% de Bolsonaro; 53% contra 29% de Sergio Moro; 54% contra 21% de Ciro Gomes; 57% contra 14% de João Doria; e 58% contra 13% de Rodrigo Pacheco.


Derrotado mesmo sem Lula


Mesmo sem a presença de Lula, Bolsonaro também seria derrotado nos cenários levantados pela pesquisa. Ele aparece com 31% das intenções de voto contra 34% de Sergio Moro, e com 34%, contra 39% de Ciro Gomes.


O levantamento foi feito presencialmente entre os dias 2 e 5 de dezembro, com 2.037 entrevistas em 120 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, e a margem de erro, de 2 pontos percentuais, para cima ou para baixo. O estudo que vem monitorando a avaliação do governo desde julho foi feito pela Quaest.


Revista Fórum