Surdo, mudo e esquizofrênico - Homem preso por matar a própria mãe é internado provisoriamente - Revista Camocim













quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Surdo, mudo e esquizofrênico - Homem preso por matar a própria mãe é internado provisoriamente



O homem autuado em flagrante após matar a própria mãe na segunda-feira, 15, teve a prisão convertida para internação provisória. A juíza Flávia Setúbal de Sousa Duarte levou em consideração indícios de que Joelson de Sousa Silva, de 31 anos, tem transtorno mental. A decisão ocorreu em audiência de custódia realizada nesta quarta-feira, 17.


"Muito mais do que prisão, ele parece precisar de tratamento, pois há informações de que o mesmo é surdo, mudo e esquizofrênico, fazendo tratamento no CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) desde criança, ressaltando que, no decorrer da entrevista pessoal, foi possível perceber um provável distúrbio mental", escreveu na decisão a juíza. Laudo de exame de insanidade mental ainda deve ser realizado para confirmar se Joelson é ou não inimputável.


O caso ocorreu por volta das 15h30min na casa da própria vítima, Maria Luiza da Silva Magalhães, de 68 anos, localizada no bairro José Bonifácio. Joelson teria esfaqueado a mãe cerca de 32 vezes, atingindo abdômen, pescoço e face. Ela ainda teria sido amarrada e arrastada do quarto até a sala.


Conforme a decisão da audiência de custódia, há nos autos informações prestadas por familiares de que Joelson demonstrava ser uma "pessoa agressiva". Conforme a Polícia Civil, familiares e vizinhos disseram que o crime teria ocorrido após Maria Luiza manifestar intenção de internar o filho.


Joelson foi preso poucas horas após o crime no terminal de ônibus de Antônio Bezerra. Com ele, a Polícia encontrou a faca utilizada no crime, ainda suja de sangue. Ele próprio também tinha manchas de sangue por todo o corpo.


Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.