Perseguição Politica: Governo Jaime Veras despeja barraca de frutas de praça em Bitupitá - Revista Camocim













sábado, 13 de novembro de 2021

Perseguição Politica: Governo Jaime Veras despeja barraca de frutas de praça em Bitupitá


A prefeitura de Barroquinha, através da Secretaria da Infraestrutura, ordenou a retirada da barraca de frutas, conhecida como Frutaria Central, da Praça de Bitupitá, local onde o empreendimento funcionava há mais de 07 anos, sendo o principal meio de sustento de uma família com 10 pessoas, formada inclusive por crianças, sendo um recém nascido. 


Motivo? Resposta: perseguição politica braba! É que os donos do empreendimentos são conhecidos eleitores do ex-prefeito Ademar. 


Agora, veja só a contradição da prefeitura que revela a "perseguição":


A prefeitura alega  que a venda não possui licença para funcionar na praça, porém a mesma prefeitura, já no Governo Jaime Veras,  expediu os alvarás  de Funcionamento e da Vigilância Sanitária, atestando total regularidade e  autorizando o funcionamento por todo este ano. 






Agora, caro leitor, você deve estar perguntando: se está tudo devidamente regularizado, por que a prefeitura mandou retirar a barraca?  Respondo: Porque um dos filhos do proprietário foi visto numa recente manifestação popular, em Bitupitá, ao lado do deputado Romeu e do ex-prefeito Ademar! entendeu?


As fotos se espalharam e os abutres de plantão tomaram de conta, inciando o ritual macabro de delação dos que optaram em não votar no atual prefeito.  


O pretexto de dizer que o empreendimento não possui concessão ou permissão para funcionar na Praça foi a forma que o governo Jaime Veras encontrou para camuflar a perseguição politica e prejudicar uma família inteira que tira deste comércio de futas o seu sustento.


O prefeito Jaime Veras não respeitou a dignidade dos trabalhadores e da família, e nem ao menos  procurou  estabelecer um diálogo  na perspectiva de não prejudicá-los. Não considerou em hipótese algumas as dificuldades de trabalho, acrise econômica e as inflações que a população  está enfrentando  para poder sobreviver neste período pandêmico. 


Pergunto: esse mesmo rigor é ofertado aos comerciantes partidários do Jaime Veras?  Resposta: Lógico que não! Alguém duvida? 


Mais detalhes sobre este caso, na próxima semana.


Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.