Informativo do Escritório Flávio Coutinho Advocacia & Consultoria - Revista Camocim

Matricule seu filho: clique na imagem para mais informações














sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Informativo do Escritório Flávio Coutinho Advocacia & Consultoria

 



1) Pegue um atestado novo


Para uma perícia eficaz e com resultados positivos, é muito importante que você procure o seu médico, com antecedência, e atualize todos os seus laudos e receitas de medicamentos, para que o perito do INSS entenda que você ainda está com o problema de saúde. 


2) Responda o que o perito perguntar, de forma clara e objetiva


Você já ouviu aquele ditado de que "menos é mais"? Leve isso em mente sempre para as perícias. É muito importante que você observe e escute atentamente o que o perito está perguntando, para que você possa responder da forma mais clara e objetiva possível. Em muitos casos, o perito já está cansado, então ficar contando "histórias" pode não ajudar muito. 


3) Relate como a doença afeta você a trabalhar 


Com certeza esse é o ponto mais importante! Para qualquer concessão ou prorrogação de benefício, o que mais importa para o perito é saber COMO A DOENÇA AFETA VOCÊ A TRABALHAR! Apenas ter a doença NÃO vai te conceder um benefício, isso é apenas um ponta pé inicial. 


A doença TEM QUE AFETAR VOCÊ A TRABALHAR! Então, seguindo o passo anterior, de forma clara e objetiva, relate para o perito como a doença afeta você a trabalhar.


Segui as dicas e mesmo assim, o benefício não foi concedido! O que eu faço? Calma, essas coisas acontecem. Procure imediatamente um profissional para melhores orientações, pois ainda é possível recorrer na justiça! 


Fonte: Jornaljurid

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.