Guaraciaba do Norte se torna primeira cidade do Nordeste a universalizar acesso à águ - Revista Camocim













terça-feira, 2 de novembro de 2021

Guaraciaba do Norte se torna primeira cidade do Nordeste a universalizar acesso à águ



O município de Guaraciaba do Norte, distante a 300 km de Fortaleza, tornou-se a primeira cidade do Nordeste a ter 100% da população abastecida com água encanada. A informação consta em levantamento divulgado recentemente pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa). No Ceará, cerca de 9% dos moradores ainda não têm acesso regular ao recurso hídrico, conforme aponta estudo elaborado em 2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


O pontapé para a universalização do serviço em Guaraciaba do Norte começou há quatro anos. Em 2017, a Prefeitura, o Governo do Estado e a Funasa assinaram um convênio para a construção de sistemas de abastecimento em todas as 23 localidades do município onde o acesso à água ainda não existia. No total, o projeto recebeu investimentos na ordem de R$ 9 milhões, alcançando 3.247 residências na zona rural. “É uma vitória do povo. Lata d' água na cabeça, em Guaraciaba do Norte, nunca mais!”, comemorou o prefeito do município, Adail Machado.


Para a dona de casa Maria das Graças Oliveira, que mora no sítio "Lagoa dos Silvanos", uma das comunidades beneficiadas pelo projeto, a chegada da água põe fim a uma “peregrinação” cotidiana que antes fazia parte da rotina de muitos moradores. “Antes, a gente sofria muito com a dificuldade de não ter água aqui em casa. Tínhamos que ir buscar na comunidade vizinha todos os dias. Hoje, posso dizer que a vida tá melhor. Só em termos água nas torneiras para cozinhar, lavar e tomar banho, posso dizer que temos muito”, disse a moradora.


Localizado na Serra da Ibiapaba, Guaraciaba do Norte é o 48º município mais populoso do Ceará, com cerca de 40 mil habitantes. No Estado, o número de pessoas que ainda não têm água encanada em suas residências chega a 840 mil, o que corresponde a mais de 230 mil famílias.


De acordo com o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), órgão ligado ao Ministério do Desenvolvimento Regional, cerca de 7,5 milhões de cearenses têm abastecimento domiciliar cotidiano em suas residências. Desse total, 6,6 milhões recebem o recurso hídrico por meio de sistemas operados pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). Outros 925 mil moradores são atendidos por Serviços Autônomos de Água e Esgoto, instalados em alguns municípios. Há também cerca de 600 mil habitantes que são abastecidos pelo Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar).


Ainda de acordo com o SNIS, atualmente pelo menos 400 mil famílias cearenses dependem do abastecimento feito por caminhões-pipa. Os veículos levam água para centenas de cisternas instaladas nas localidades mais remotas do Estado, onde a água encanada continua sendo um sonho para os moradores.


O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.