Camocim - Indignado, dono de pousada no Maceió diz que prefeitura cobrou R$14 mil de IPTU - Revista Camocim













terça-feira, 9 de novembro de 2021

Camocim - Indignado, dono de pousada no Maceió diz que prefeitura cobrou R$14 mil de IPTU


O Proprietário da Pousada Recanto do Mar, situada na Praia do Maceió em Camocim, Judivam Arruda, postou, como forma de protesto e manifestação de sua indignação, uma pequena nota relatando o valor exorbitante de R$ 14 mil reais, cobrado pela prefeitura de Camocim, referente ao Imposto sobre a Propriedade Predial Territorial Urbana -  O IPTU .


"Nunca vi na história da minha vida um aumento tão exorbitante e baseado em que, na crise que estamos passando ultrapassando, depois de passarmos  quase dois anos no prejuízo em vista  da pandemia", reclamou  o empresário, que revelou ter uma despesa que ultrapassa a cifra dos R$ 60 mil por mês. 


O empresário disse ainda que no seu empreendimento  " a média não chega a 04 diárias por mês com a pousada lotada" pois a mesma "vive em função do final de semana". 

"Como pagara agora mais de R$ 1.000,00 mil reais num local que não oferece nem saneamento básico, o minimo que devemos ter", postou.
As declarações foram feitas no grupo de Whatsapp Turismo Camocim, criado pela Secretária Municipal do Turismo e Desenvolvimento Econômico de Camocim.

O Secretário da Pasta, Ricardo Vasconcelos, que costuma reagir aos conteúdos polêmicos do grupo,  não se manifestou sobre o assunto.

A cobrança do IPTU neste ano, 2021, surpreendeu os camocinenses no mês de outubro, sendo um dos principais assuntos discutidos no município, principalmente entre empresários e comerciantes do ramo imobiliário. 


O aumento do imposto foi oficializado no final do ano passado, 2020, no último mês da gestão Monica Aguiar, após ter sido aprovado pelos vereadores da base do Governo, no apagar das luzes da última sessão ordinária da Câmara de Vereadores. 


Sobre o assunto, a prefeita Betinha nunca se manifestou, apesar das inúmeras manifestações de populares, empresários , vereadores e veículos de comunicação. 


Carlos Jardel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.