Que a tua mão esquerda não saiba o que faz a direita - Revista Camocim













sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Que a tua mão esquerda não saiba o que faz a direita



Por Paulo Emanuel Lopes*


Esta semana me chamou atenção uma publicação nos blogs da cidade. Ela dava conta de um empresário que estava doando cestas básicas em um bairro da cidade e, segundo consta no texto, tal ação poderia expandir-se para mais bairros depois. Muito louvável a ação da pessoa em questão! A fome voltou a ser uma realidade palpável e preocupante em nosso País, como não víamos há muitos anos, processo piorado com a pandemia de Covid-19. Que seu exemplo seja seguido por cada um de nós! E que essa fase difícil passe logo e se torne apenas uma amarga lembrança - tanto essa pandemia como o Governo Federal que nós, brasileiros, elegemos em 2018.


O que eu não entendi é: o que aquela nota fazia ali? Porque a doação parecia pequena demais para ser citada, falando por um ponto de vista jornalístico. O que transparece é que o cidadão tinha interesse em divulgar a ação, deixando-nos a dúvida se o objetivo ali foi, principal ou unicamente, a caridade.


“Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; Para que a tua esmola seja dada em secreto; E TEU PAI, QUE VÊ EM SECRETO, ele mesmo te recompensará publicamente.” Mateus 6:1-4


Jesus pregava pela Galiléia, sendo seguido por uma multidão. Então ele subiu a um monte e pregou, deixando-nos como herança as lindas palavras das bem-aventuranças, que vêm no capítulo anterior à passagem acima. Isso aconteceu após a tentação no deserto e de arregimentar seus primeiros discípulos.


Jesus nos diz para não nos preocuparmos com a aparência de ser bom, mas em SERMOS bons. Ele nos ensina que a hipocrisia não tem lugar nos céus - e isso é um recado para os falsos cristãos. E aqui eu faço um link com o exemplo das cestas básicas: não adianta você ir à Igreja e não cumprir, ser, viver as palavras de Jesus em seu dia a dia. Não adianta você colocar uma Bíblia debaixo do braço e viver de apontar o defeito dos outros. Não adianta você louvar o nome do Nazareno e não doar, ter avareza em seu coração. Não adianta você ir à missa, ao culto, ao centro espírita, qualquer templo se não perdoou, amigo ou inimigo, por qualquer ofensa que soube ou ouviu diretamente.


“Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, E VAI RECONCILIAR-TE PRIMEIRO COM TEU IRMÃO e, DEPOIS, vem e apresenta a tua oferta.” Mateus 5:23


A maior riqueza dos ensinamentos de Jesus, independente se você crê ou não na divindade deste Grande Líder Espiritual que viveu entre nós, é sua simplicidade. Jesus quer que SEJAMOS a Palavra, independente de frequentar ou não a igreja. Quando ele diz: “O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui”, João 18:36, diante de Pilatos, ele nos dá mostra viva de que, entregando-se à morte, nossas preocupações não devem estar concentradas nesta vida aqui, material, no planeta Terra. A verdadeira morada do Cristão não deve estar nos templos, mas em sua CONSCIÊNCIA, em seu COTIDIANO. Em seus PENSAMENTOS. No que FALA e DESEJA ao outro.


Com isso eu não quero dizer que frequentar a missa, o culto, o evangelho do lar, o tambor, entre tantas outras formas de louvar a Deidade é desnecessário. Precisamos nos alimentar da bondade e carisma um dos outros! Da purificação dos cânticos, da reflexão proposta por nossos pastores. Precisamos de comunidade, não somos seres sozinhos.


O que eu quero dizer aqui é que não adianta você se preocupar tanto em ir à missa e não conseguir perdoar, antes, aquele amigo, irmão, companheiro de trabalho, parente que lhe fez algum mal. Ou dizer que fulano não tem direito ao Reino dos Céus por ser gay, macumbeiro, ateu, muçulmano, presidiário… “Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e COM A MEDIDA COM QUE TIVERDES MEDIDO VOS HÃO DE MEDIR A VÓS.” Mateus 7:1,2


“NEM TODO O QUE ME DIZ: SENHOR, SENHOR! ENTRARÁ NO REINO DOS CÉUS, MAS AQUELE QUE FAZ A VONTADE DE MEU PAI, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.” Mateus 7:21-23


*É Jornalista e Publicitário. Escreve às sextas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.