Bolsonaro diz que aceita depor presencialmente à PF; STF adia julgamento sobre formato - Revista Camocim

















quarta-feira, 6 de outubro de 2021

Bolsonaro diz que aceita depor presencialmente à PF; STF adia julgamento sobre formato



O presidente Jair Bolsonaro informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que pretende depor presencialmente no inquérito que apura suposta interferência política na Polícia Federal. Até agora, Bolsonaro vinha pedindo permissão da Justiça para se manifestar por escrito.


A mudança de posicionamento foi informada ao STF pela Advocacia-Geral da União (AGU) e anunciada em plenário nesta quarta-feira (6). Com isso, o STF adiou novamente o julgamento que definiria se Bolsonaro poderia, ou não, prestar depoimento por escrito nesse caso.


A previsão era de que o tema fosse retomado em plenário nesta quarta. Atual relator do inquérito, o ministro Alexandre de Moraes informou que, diante da nova posição de Jair Bolsonaro, terá de avaliar se o recurso da AGU que questionava o depoimento presencial ainda pode ser julgado.


Bolsonaro será ouvido no inquérito aberto a partir de denúncias feitas pelo ex-ministro Sergio Moro em 2019. A análise teve início em outubro do ano passado com o voto do então relator, ministro Celso de Mello, que defendeu o depoimento presencial.


Foi a última sessão do então decano do STF antes de sua aposentadoria.


G1 da Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.