Pneus sem ar? Novidade que promete revolucionar mercado começará a ser vendida em 2024 - Revista Camocim

Matricule seu filho: clique na imagem para mais informações














terça-feira, 19 de outubro de 2021

Pneus sem ar? Novidade que promete revolucionar mercado começará a ser vendida em 2024

 


Com laterais vazadas, banda de rodagem sustentada por lâminas de fibra de vidro cobertas de borracha, o pneu sem ar da Michelin já foi testado e aprovado. A empresa francesa desenvolveu o UPTIS, sigla em inglês para Sistema Único de Pneu à Prova de Furos, o que permite viagens seguras e sem transtornos por danos no item. Eles chegarão ao mercado em 2024


Além de não furar, o pneu tem como outra premissa reduzir os custos de manutenção e causar menor impacto ambiental, uma vez que ele precisa de menos matéria-prima (borracha) para ser produzido. A estimativa é que ele dure três vezes mais do que um pneu convencional.


 TESTES


O protótipo do pneu começou a ser desenvolvido pela Michelin em 2017, graças a uma parceria com a General Motors. Dois anos depois, os primeiros testes ocorreram no veículo elétrico Chevrolet 


Recentemente, a empresa convidou youtubers automotivos para testar um e-Mini equipado com UPTIS em Munique, na Alemanha. 


O feedback foi positivo. Gercollector avaliou que o “conforto é incrível”. Já Mr. JWW considerou os pneus sem ar como “exatamente iguais aos convencionais” e que “mal pode esperar para os ver nos carros”.


BENEFÍCIOS


Os motoristas não precisam mais se preocupar com o impacto das condições da estrada em seus pneus, porque o UPTIS elimina o risco de perder o controle do veículo ou ter que parar na beira da estrada com um pneu furado.


O UPTIS aumenta a eficiência para os proprietários de frotas, reduzindo os riscos de tempo de inatividade do veículo e eliminando as necessidades de manutenção relacionadas aos pneus (verificações de pressão e enchimento dos pneus).


A tecnologia sem ar reduzirá drasticamente o número de pneus que são sucateados por causa de furos. 


Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.