Ministério da Saúde deve suspender intervalo entre vacinas da Covid-19 e da gripe - Revista Camocim

















terça-feira, 28 de setembro de 2021

Ministério da Saúde deve suspender intervalo entre vacinas da Covid-19 e da gripe



O Ministério da Saúde suspenderá o intervalo entre as vacinas da Covid-19 e a da gripe. A pasta lançará, nos próximos dias, nota técnica com a nova orientação. As informações são do G1 e do Metrópoles. 


Atualmente, a recomendação é esperar 14 dias entre cada aplicação.


A decisão foi adiantada nesta segunda-feira (27) pelo secretário-executivo do Ministério, Rodrigo da Costa Cruz. Ele assumiu interinamente o órgão enquanto o ministro Marcelo Queiroga cumpre quarentena em Nova York por ter sido diagnosticado com Covid-19.


“Não só para vacina da gripe, mas para todas as vacinas. Sim, há uma segurança não ter esse intervalo mínimo de aplicação entre doses”, afirmou Rodrigo Cruz.


Conforme o gestor, os técnicos reforçaram que a decisão não oferece risco à população e que a suspensão do intervalo pode acelerar as duas campanhas de imunização.


"Essa recomendação foi feita para poder aproveitar que o cidadão vai tomar a sua segunda dose da vacina contra a Covid, já está no posto de saúde e já toma também a dose da gripe", disse.


QUEDA NA VACINAÇÃO


O Ministério da Saúde iniciou a campanha de vacinação contra a gripe em abril de 2021 e, embora tenha sido ampliada e aberta à população em geral, enfrenta dificuldades para bater a meta estipulada. Foram alcançados até agora 78,8%, número menor que nos últimos anos.


Em 2020, a imunização contra a influenza atingiu 96% do público-alvo. Em 2019, a pasta anotou 91% da meta que havia sido estipulada.


O objetivo do Governo Federal neste ano é vacinar 79.710.239 pessoas. Foram distribuídas 80.039.990 doses. Destas, 62.885.043 foram aplicadas. Teoricamente, a campanha deve terminar nesta quinta-feira (30).


Diário do Nordeste 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.