Estado tem fim de semana violento, com esquartejamento, execuções e cadáveres amarrados - Revista Camocim

















segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Estado tem fim de semana violento, com esquartejamento, execuções e cadáveres amarrados



O fim de semana no Estado do Ceará foi de violência e crimes bárbaros. Houve casos de esquartejamento, triplo homicídio e de um professor que foi encontrado morto com sinais de asfixia. Pelo menos duas pessoas que conduziam automóveis foram atacadas a tiros e morreram. Houve também execução em uma areninha. Os crimes aconteceram na Capital, Região Metropolitana e Interior.


No sábado, 26, houve uma morte no bairro Mondubim, em Fortaleza, onde um homem que conduzia um automóvel foi abordado por um indivíduo que efetuou nove tiros. O condutor do carro morreu. Três tiros atingiram uma residência, mas não feriram ninguém.


Também no sábado, criminosos interromperam uma partida de futebol na areninha do bairro Rodolfo Teófilo, em Fortaleza, e mataram um jogador. De acordo com informações de moradores, no momento do crime muitas pessoas estavam no local e houve correria. Não há identificação do rapaz.


Outro caso foi registrado no bairro Moura Brasil. A Polícia Militar resgatou um homem que estava sendo espancado dentro de residência. Foram enviadas viaturas e ambulância. A vítima tinha aproximadamente 40 anos e foi agredida a socos e pauladas. Ele foi encaminhado ao hospital. Os criminosos fugiram. O POVO apurou que ele estava marcado para ser morto por facção criminosa, mas foi salvo pelos policiais militares.


No bairro Tancredo Neves, em Fortaleza, homem que usava tornozeleira eletrônica foi executado. Já na Sapiranga, cadáver de homem foi encontrado amarrado com cordas e estava com diversas lesões pelo corpo. Em ambos os casos, as vítimas não possuíam identificação.


No Parque São José, também na Capital, um homem foi morto dentro do próprio automóvel. Tiago Feitosa de Souza, 27 anos, estava em um Corolla. Ele levou vários tiros e morreu no local. Não há informações sobre a motivação do crime.


Na Granja Lisboa, o corpo de um professor de matemática que estava desaparecido desde a sexta-feira, 24, foi encontrado. Marcos Aurélio Marques, 49 anos, foi achado morto em matagal e apresentava sinais de asfixia. Ele havia saído de casa para jogar vôlei e não voltou. Amigos e ex-alunos lamentaram a morte nas redes sociais.


Na manhã do domingo, um corpo esquartejado foi encontrado na BR-020, próximo ao Anel Viário, em Fortaleza. A vítima não identificada foi abandonada e o corpo estava enrolado em uma rede. As pernas da vítima foram cortadas.


Em Cascavel, um triplo homicídio foi registrado em uma barraca de praia de Águas Belas. Os três, Jaime Oliveira de Sousa, 39 anos, Francisco Welton Sales do Nascimento, 18, e Carlos Silva dos Santos, 38, eram de Maracanaú e visitavam a praia durante um piquenique quando foram surpreendidos por criminosos. Não há informações sobre o que motivou a ação.


Em Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), um homem com o corpo amarrado foi encontrado morto na Estrada do Fio.


No Jardim Iracema, em Fortaleza, um homicídio aconteceu na rua Major Assis com Eretides Alencar. Um homem estava com a esposa gestante, no canteiro central da via, quando dois homens o surpreenderam com os tiros. Ele morreu no local.


O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.