Moradora de Martinópole há dois meses na luta por medicamentos na Farmácia Pública - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça os cursos preparatórios e apoio educacional


Clique na imagem e conheça os produtos




Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733

Barraca Mergulhe: Contato/WhatsApp: (88) 9 9260 4733





segunda-feira, 12 de julho de 2021

Moradora de Martinópole há dois meses na luta por medicamentos na Farmácia Pública


A dona de casa Julia Alves Cabral, moradora de Martinópole, faz uso continuo de medicação controlada e há dois meses não consegue obter seus medicamentos através da Secretária Municipal da Saúde via Farmácia Pública Municipal. Ela tem conseguido manter o tratamento graças a solidariedade de amigos, que compram a medicação. 


" Está com dois meses que eles [secretária da saúde] colocam ela pra rodar. Esse medicamento nunca chega". Disse ao blog um amigo da dona Socorro, indignado com a situação. 


Ainda de acordo com moradores, o município atravessa um dos seus piores momentos na gestão da saúde, com a falta absurda e constante de remédios para a população, situação que gera sofrimento principalmente para as pessoas mais pobres e com menos informações sobre seus direitos. 


Carlos Jardel