Caso Lázaro Barbosa: caseiro diz pedalar 16 quilômetros para não dormir em fazenda - Revista Camocim















quinta-feira, 24 de junho de 2021

Caso Lázaro Barbosa: caseiro diz pedalar 16 quilômetros para não dormir em fazenda



Um caseiro de uma fazenda localizada em Cocalzinho de Goiás, uma das regiões onde o serial killer Lázaro Barbosa está sendo procurado, disse que está pedalando 16 quilômetros diariamente para não dormir na propriedade que trabalha, com receio de que o foragido apareça. As informações são do G1 com base na TV Anhanguera.


O suspeito é tido como o autor da Chacina em Ceilândia, que vitimou quatro pessoas da mesma família, e de diversos outros ataques. As buscas por Lázaro Barbosa, realizadas por 270 agentes da Segurança Pública no entorno do Distrito Federal, chegaram ao 16º dia nesta quinta-feira (24).


- Não pode um negócio desses, não. Eu tenho de largar meus bichos todos com fome, meus cachorros, meus porcos, galinhas e dormir em Girassol todo dia por causa de um pilantra desses

CASEIRO DE FAZENDA


Ele contou à reportagem que dormia na propriedade rural, mas que desde o último sábado (19) passou a pedalar oito quilômetros para ir até à casa de familiares, localizada no distrito de Girassol, para conseguir descansar.


“Trabalho na chácara e estou tendo que ir dormir em Girassol. Todos os dias, pela manhã e à tarde, eu estou fazendo esse trajeto”, afirmou, acrescentando serem 16 quilômetros por dia, contando a ida e a volta.


O homem tem 45 anos e mora na cidade desde que nasceu. Ele falou não conhecer Lázaro Barbosa e que está tentando tomar todos os cuidados devidos. "A gente tem que se precaver, mas é uma situação que já passou dos limites", desabafou.



VIAS CERCADAS


No entorno do Distrito Federal, 270 agentes da Segurança Pública usam cães farejadores, drones e helicópteros nas buscas pelo foragido.


Na sexta-feira (18), a Polícia Rodoviária Federal colocou barreiras nas estradas de terra e rodovias das regiões de Cocalzinho de Goiás e Águas Lindas de Goiás, e cercaram o suspeito.


Os servidores públicos que fazem parte da força-tarefa estão abordando veículos que passam pela BR-070, seja durante o dia ou madrugada.


Também na sexta-feira (18), um morador contou que o homem apontado como autor da Chacina em Ceilândia invadiu uma fazenda para roubar queijo, carregador de celular e dinheiro. 


Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário