Prefeita e ouvidora são duas irresponsáveis e cometem crime contra a saúde pública. - Revista Camocim















quarta-feira, 12 de maio de 2021

Prefeita e ouvidora são duas irresponsáveis e cometem crime contra a saúde pública.




O que precisaria ser uma distribuição sem aglomerações e sem a egoísta presença politica da "Ouvidora - prefeita" Monica Aguiar e de sua assistente, prefeita Betinha, acabou se transformando em comícios fora de época e aglomerações, sem  o respeito minimo aos padrões e  regras sanitárias em vigência, decretadas inclusive pela própria prefeita, que abraçou pessoas, não manteve o distanciamento social e ainda fez questão de registrar com fotos as cenas do crime contra a saúde pública, prevista no artigo  268 do Código Penal [infringir determinação do poder público, destinada a impedir a introdução ou propagação de doença contagiosa - pena de detenção de um mês a um ano além de multa].


Pergunto: qual a necessidade disso, prefeita Betinha? É hora de aglomerar? Por que a distribuição destes kits não se realiza sem a sua presença maléfica, sem aglomerações e sem esses imprestáveis  discursos? Sim, é algo maléfico,  porque não se pode dizer em sã consciência  que vossa excelência, nesta ocasião, está promovendo o Bem. 


Bom, não é por menos que Camocim é o município da região que mais mata pessoas por Covid-19. Além da estrutura de saúde precária, a irresponsabilidade das autoridades do executivo municipal, - haja vista o mal exemplo - empurram as pessoas para se abraçarem com o vírus assassino.  Ou alguém tem duvidas de que esse tipo de atitude da prefeita  estimula aglomerações indevidas?  


Qual a moral  que a prefeita Betinha e Ouvidora Monica tem para proclamar o célebre apelo: "fique em casa"? Resposta: moral nenhuma! 


Há pouco dias quem foi flagrado aglomerando e bebendo em um bar, num final de semana, em pleno isolamento rígido, foi o Procurador Geral do Município e o Secretário do Desenvolvimento Social. Ou seja, estamos diante de um governo bastante hipócrita e criminoso.  Definitivamente: não é um governo exemplar. 


Infelizmente o Ministério Público de Camocim não funciona como precisa funcionar. A Câmara de Vereadores faz vista grossa, porque tem em sua maioria, marionetes do governo. Já a Bancada da Oposição, ainda não se sabe por que não provou a Justiça contra as maluquices do Executivo. 


Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.