Maranhão registra caso da variante do coronavírus da Índia; é o primeiro do Brasil - Revista Camocim

quinta-feira, 20 de maio de 2021

Maranhão registra caso da variante do coronavírus da Índia; é o primeiro do Brasil



O Maranhão registrou o primeiro caso da variante originada na Índia, conforme anunciou o presidente do Conselho Nacional de Secretários das Saúdes (CONASS), Carlos Lula, na manhã desta quinta-feira (20). É o primeiro caso da cepa B.1617 confirmado no Brasil. 


Segundo o portal G1, o primeiro paciente diagnosticado é um tripulante do navio indiano MV Shandong da Zhi, que chegou no litoral do Maranhão. No sábado (15), o governo do Estado emitiu nota afirmando que o tripulante, um homem de 54 anos, deu entrada em um hospital da rede privada de São Luís e que Anvisa já acompanhava o caso. 


Depois da primeira identificação, o governo do Estado confirmou que dos 15 resultados positivos para a Covid-19 entre os tripulantes do Navio, em seis foram identificadas a B.1.617.2. A tripulação está em quarentena e o navio não tem permissão para atracar. 


O homem a ser identificado primeiro começou a sentir sintomas no dia 4 de maio, e foi levado ao hospital com a persistência do quadro clínico. Ainda segundo Carlos Lula, 100 pessoas tiveram contato com esses tripulantes, e todas serão testadas e isoladas. 


A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a variante B.1616 é mais transmissível que a cepa original do vírus. A variante foi apontada como um dos motivos para a explosão de casos no país indiano nas últimas semanas.


Especialistas já haviam alertado para a transmissão de uma cepa mais contagiosa, mas o governo local não adotou medidas mais restritivas para conter o avanço da proliferação do vírus.


O governo brasileiro suspendeu voos vindos da Índia, África do Sul e Reino Unido, para prevenir do risco de disseminação de variantes. 


Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário