E com caneta e com sim, morre os direitos do servidor público municipal de Camocim - Revista Camocim

segunda-feira, 17 de maio de 2021

E com caneta e com sim, morre os direitos do servidor público municipal de Camocim



O Sindicato APEOC , através de sua Comissão Municipal de Camocim, lamenta profundamente  a postura da Executiva Maria Elizabete Magalhães ao propor  o Projeto de Lei nº 015/2021, que extingue os direitos dos trabalhadores (as) já conquistados e do Poder Legislativo na representação dos Vereadores César Veras, Emanoel Vieira, Naldo da Mercearia, Chiquinho do Peixe, James da Pesqueira e das Vereadoras Iracilda e Lucia da Ematerce ao votarem a favor do Projeto de Lei 15/2021  de autoria do Poder Executivo Municipal. O referido Projeto acaba com:


- anuênio (adicional por tempo de serviço), que consiste em um acréscimo de 1% no vencimento base do servidor por cada ano de efetivo exercício;


- incorporação de gratificação, que consiste na incorporação de 1/5 da gratificação recebida por ocupação, a cada ano, de cargo de confiança, até o limite de cinco anos e;


- licença prêmio, que consiste na possibilidade de o servidor. desde que atendidas determinadas condutas, usufruir de afastamento remunerado por três meses a cada cinco anos de efetivo exercício.


Não podemos deixar de reconhecer e Parabenizar os Vereadores Professor Mário Roberto, Dr. Rosivan, Dr. Marcos Coelho, Geomar Sotero, Neto Vaulino e Ataíde por cumprirem seus deveres e honrarem os compromissos assumidos com a Apeoc e seus representantes e representados.


O Sindicato APEOC, Sindicato de Lutas e de Conquistas, veemente reitera o compromisso de continuar vigilante e atuante na defesa dos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras Municipal e Estadual de Camocim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário