Secretária do Trabalho confirma: esposa do Secretário de Finanças de Barroquinha consta na relação do Vale Gás - Revista Camocim

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Secretária do Trabalho confirma: esposa do Secretário de Finanças de Barroquinha consta na relação do Vale Gás

Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social de Barroquinha



A Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social de Barroquinha, Alice Veras - Sobrinha do Prefeito -, postou uma nota em seu perfil pessoal confirmando que a esposa do Secretário de Finanças, Denílson Torres, do governo Jaime Veras, consta na relação dos beneficiários do Auxilo Vale Gás, conforme divulgou ontem (27) o radialista Miqueias Santos no noticiário da Rádio FM Liberdade 90.3 


"Com relação ao nome da mulher do atual Secretário de Finanças, esta foi sim de fato contemplada com o programa", disse a gestora do Desenvolvimento Social de Barroquinha,  informando ainda que o programa Vale Gás  premiou " os dados atribuídos ao cadastro do ano anterior, ou seja 2020"  quando  o "Secretário de Finanças e sua esposa encontravam-se desempregados". 


O nome da esposa do chefe das finanças consta na relação de beneficiários que recebe o Bolsa Família do Governo Federal, porém a secretária Alice não tocou neste assunto, nem de forma superficial, como foi toda sua  declaração pública em rede social AQUI


A nota da secretária Alice é confusa. Incia dizendo que é de repúdio e ao mesmo tempo diz que é de esclarecimentos, no entanto não esclarece nada sobre o que foi publicado pelo radialista. 


Destacamos alguns pontos: 


01 -  "A Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, repudia qualquer ato que venha ocasionar politicagem barata e que seja usado de má fé, com o objetivo de prejudicar a transparência do trabalho prestado ao Município de Barroquinha". 


Questões: Prejudicar a transparência do trabalho prestado? Qual transparência? Se o caso em questão não tivesse se tornado público, a secretária Alice teria sido transparente? Por que não foi transparente antes da bomba estourar (não está sendo) ?  


Continua:


02 - "Ainda cabe esclarecer que o Secretário de Finanças, assim que soube da existência do nome de sua esposa no programa, procurou a Secretaria de Assistência Social para emitir uma declaração constando que no atual momento, não havia necessidade de ser contemplado com o programa, enfatizando que atualmente encontrava-se trabalhando para a gestão atual". 


Questões: 


Quando o secretário ficou sabendo que o nome da esposa estava na relação do "Vale Gás" ? Quando ele procurou a Secretaria da Ação Social? Onde foi publicada a declaração que ele pediu que fosse emitia? quando foi emitida? Essa declaração foi enviada ao Governo do Estado? Quando? O Estado Recebeu ? 


03 - "Na oportunidade, o Secretário tentou atualizar o Cadastro Único da esposa, porém, devido à demanda de pessoas já agendadas, não foi possível, marcando assim, um agendamento para o dia 27 de Maio para atualização do Cadastro". 


A saber:  o secretário não poderia e nem pode atualizar o cadastro da esposa, porque ele não é o  titular! Apenas o titular pode solicitar esse procedimento. É regra geral do Cadastro Único. Se o setor tivesse realizado tal procedimento teria incidido em ato de improbidade.  


Questão: Por que o Secretário não foi com a esposa no início do ano pedir para atualizar os dados cadastrais, já que sabia que a partir de fevereiro deste ano sua situação financeira mudaria generosamente? 


04 - Critérios para receber o Vale Gás:


"As famílias precisam se enquadrar em uma das seguintes situações: beneficiárias do Cartão Mais Infância; inseridas no Cadastro Único (CadÚnico) e atendidas pelo Programa Bolsa Família, com renda per capita igual ou inferior a R$ 89,34; e as de jovens inseridos no programa Superação".


Resumindo: a esposa do Secretário vem recebendo um desses benefícios e, mesmo tendo melhorado de vida financeira nos últimos três meses, não se preocupou em atualizar os dados. E tem mais: essa atualização só vai acontecer no próximo mês. 


Se no ano passado o casal estava em situação financeira que necessitava dos auxílios, e teve seu cadastro social liberado pera receber os benefícios, não vejo nada de errado nisso. Acho justo.  A questão não é essa - nunca foi -. A questão diz respeito ao fato de continuarem recebendo o beneficio sem precisar, tirando o direito da boca de quem precisa. 


A Secretária do Desenvolvimento Social de Barroquinha, Alice Veras, deveria ter ficado calada, ao invés de publicar baboseira nas redes sociais pra torcida do Jaime Veras. 


Esse povo de prefeitura tem mania de acreditar bobamente que "fé pública" consiste na divulgação de uma simples nota de esclarecimentos e que nela consiste a verdade inquestionável dos fatos. 



A NOTA DE ALICE


Nota de repúdio!!!


A Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, repudia qualquer ato que venha ocasionar politicagem barata e que seja usado de má fé, com o objetivo de prejudicar a transparência do trabalho prestado ao Município de Barroquinha. Assim sendo, a referida Secretaria de Assistência Social vem se utilizar deste, para esclarecer a situação a qual fora mencionado sobre o Programa Vale Gás. 

Vamos aos verdadeiros fatos!!! 


O Auxílio-Gás ou Vale Gás é um programa de distribuição de renda implementado pelo governo estadual, o qual a prefeitura não possui nenhum poder de beneficiar ou prejudicar qualquer pessoa que seja contemplada com o programa.


Com relação ao nome da mulher do atual Secretário de Finanças, esta foi sim de fato contemplada com o programa, porém, cabe esclarecer a população que os nomes o qual foram selecionados premeiam os dados atribuídos ao cadastro do ano anterior, ou seja 2020, ano este, a qual o atual Secretário de Finanças e sua esposa encontravam-se desempregados, sendo seu cadastro portanto, realizado na gestão anterior. Ainda cabe esclarecer que o Secretário de Finanças, assim que soube da existência do nome de sua esposa no programa, procurou a Secretaria de Assistência Social para emitir uma declaração constando que no atual momento, não havia necessidade de ser contemplado com o programa, enfatizando que atualmente encontrava-se trabalhando para a gestão atual. Na oportunidade, o Secretário tentou atualizar o Cadastro Único da esposa, porém, devido à demanda de pessoas já agendadas, não foi possível, marcando assim, um agendamento para o dia 27 de Maio para atualização do Cadastro.


Vale ainda ressaltar, que existe todo um controle a ser prestado com relação à entrega dos Vale Gás, o qual será enviado ao Estado um relatório que consta quaisquer inadimplências que por ventura venha surgir, juntamente com os Vouchers destinados as pessoas que por motivos cabíveis não poderão ser beneficiados.


É preciso conhecer os fatos para saber repassar informações precisas e verdadeiras, e não apenas elevar o grau de politicagem barata para denigrir o trabalho de quem vem desenvolvendo-o com total transparência ao Município de Barroquinha.


A Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Social e Direito Humanos, se coloca da disposição para esclarecer quaisquer eventuais dúvidas e desmentir qualquer Fake News.



Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário