Quase 05 meses de governo: Prefeita Betinha nega kits da merenda escolar! - Revista Camocim

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Quase 05 meses de governo: Prefeita Betinha nega kits da merenda escolar!

Secretária da Educação num dá um pio




Passado quase 05 (cinco) meses da administração do Governo Betinha, com cifras infalíveis caindo nas contas pública do município, de forma exclusiva para a compra da alimentação escolar,  e até a data de hoje, pelo menos até o fechamento dessa postagem, a prefeitura  não realizou a entrega de nenhum kit de alimentação escolar, ação obrigatória ordenada pelo Governo Federal através de  Portaria do Ministério da Educação, mas que vem sendo tratado com a incompetência, desonestidade e  irresponsabilidade que caracteriza o governo controlado pelo grupo Aguiar. 


Estima-se que mais de meio milhão de reais estejam sendo "chocados"  para tal finalidade. Isto é: se o dinheiro já não tiver criado asas de corrupção  e voado.  


É importante lembrar que muitos alunos da rede pública municipal tinham - não tem mais, porque está sendo negada - a alimentação escolar como a única refeição do dia. Haja vista o triste cenário de pobreza, desemprego dos pais dos alunos. Com a pandemia, o quadro da pobreza e de fome evoluiu bastante. 


Não tratar da alimentação escolar dos alunos com a devida urgência é de uma maldade absurda. É crime! 


Enquanto isso, a secretária da educação, Marciana Almeida - que ainda não disse a que veio -, adota o silêncio como resposta para este e demais problemas da educação, como se não tivesse obrigação de "abrir a boca" para dar transparência do que ocorre e do que deixa de ocorrer na pasta que ele comanda.  Diga-se: uma das pastas mais importantes do governo. 


Prefeita e secretária: Irresponsáveis! 


Lembrei: cadê o Conselho da Merenda Escolar? o gato comeu ? perdeu a língua, ferramento tão importante para a transparência pública?! ou o conselho serve apenas para "bajular o governo Betinha e fazer vista grossa para a "sacanagem" feita na educação de Camocim? 


Voltaremos a tratar deste assunto. 


Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário