Ainda sobre a Igreja Universal do Reino de Deus em Camocim - Revista Camocim

terça-feira, 6 de abril de 2021

Ainda sobre a Igreja Universal do Reino de Deus em Camocim




Um dos membros da Igreja Universal do Reino de Deus de Camocim entrou em contato com o blog e prestou os seguintes esclarecimentos (abaixo) a respeito da matéria que publicamos criticando fortemente  a  aglomeração realizada nas dependências do templo.




1 - A Igreja estava, no dia da foto, realizando uma campanha de arrecadação de alimentos para ser entregue aos mais necessitados.


2-   Todas as pessoas que aparecem na foto usaram álcool e gel, estavam de máscara e realizaram a medição da temperatura do corpo.


3-  O episódio ( da aglomeração) não vai se repetir. 


4 - Compreendo você falar das aglomeração, mas sobre o "Reino do Cão" e "cadeia", foi demais. 


Do blog


O pastor da Igreja não entrou em contato com o blog - deve ser santo demais para falar com um pecador. Porém, a pessoa que procurou a nossa redação se mostrou bastante civilizada, e em momento algum negou a inexistência da aglomeração.  Foi bastante educada e até disse que compreendia a critica.


O Revista Camocim foi azedo e severo, como costuma ser, e disse que "ficou parecido com a Igreja Universal do Reino do Cão!" e que "o pastor dessa Igreja e os promotores deste evento deveriam ir, todos, pra cadeia!".


Naturalmente as colocações foram recepcionadas de forma negativa entre os membros da Igreja e outros mais.  Mas, esclareço:


1 - Ficou parecido com a Igreja Universal do Reino do Cão, por conta do claro desrespeito com as medidas de proteção da vida, que está ameaçada pelo assassino Covid-19, o sanguinário que já matou milhares de pessoas pelo mundo e em Camocim, causando muita dor e sofrimento na sociedade, gerando não somente luto, mas também  muita pobreza.   


2 - As ações que desrespeitam a vida humana, desrespeitam também o Reino de Deus, porque o Reino de Deus protege a vida humana.  Por tanto, uma aglomeração, nestas horas, desnecessária, vindo de uma Igreja, não pode ser vista com bons olhos.  Porque o vírus se torna mais poderoso e fatal nas aglomerações, onde ele faz festa e celebra a morte.


3- Mas  como não me custa nada: peço desculpas pelos termos. Mas mantenho toda a critica.  E do fundo coração, espero também uma retratação pública por parte da Igreja. É o correto. 


Em tempo: parabéns pela campanha de arrecadação de alimentos. 



E que Deus nos abençoe. 



Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário