Prefeitura de Camocim decretou luto oficial por 03 (três) dias pela morte do ex-vereador Nilson Martins - Revista Camocim















quarta-feira, 24 de março de 2021

Prefeitura de Camocim decretou luto oficial por 03 (três) dias pela morte do ex-vereador Nilson Martins

O casal Sérgio e Monica Aguiar também se manifestou com mensagens de pesar


A prefeita Betinha decretou ontem luto oficial em Camocim pela morte do secretário municipal do esporte e juventude, Antônio Nilson Martins Mendes que, dentre outros impotentes cargos públicos que exerceu no município durante anos, foi vereador. 


Sua morte, ocasionada pelo Covid-19, provocou uma grande comoção na cidade. Centenas de pessoas  fizeram homenagens ao então ex-vereador, que faleceu aos 43 anos de idade. 


O casal Sérgio e Monica Aguiar, eram amigos pessoais de Nilson Martins. Em suas respectivas redes sociais, eles lamentaram sua morte. 


"Amigo, prestativo, caridoso, leal, fiel, essas eram suas principais características. Perco um pedaço de mim para essa doença maldita", postou Sérgio Aguiar.






Já a ex-prefeita Monica Aguiar postou:

"Essa doença já me tirou alguns amigos. E hoje tirou meu irmão, meu grande amigo, um pedaço de mim.

Meu irmão, Nilson você combateu o bom combate e guardou a fé e hoje está iluminando o céu com seu sorriso.

Ficaram grandes recordações de tudo o que passamos juntos, da sua força, de sua amizade, determinação e grande caráter. Daqui para frente, nada mais será igual, uma dor imensa invade o meu ser.

Você estará eternamente em meu coração.
Te amarei para sempre! 

Meu amigo Nilson"





O corpo do secretário, no translado para o Cemitério São José, onde foi sepultado na noite de ontem (24), em Camocim,  foi acompanhado por centenas de motos e carros que aguardavam sua chegada na entrada da cidade. Durante o percurso, homenagens foram feitas por amigos e colegas de trabalho. 


Na Câmara Legislativas, parlamentares se posicionaram, vestidos de preto, na calçada do prédio, para marcar a despedida  do ex-vereador e chefe de pasta do governo municipal. 


Em tempo


Contudo, apesar da comoção, altamente compreensível, o cortejo feito pelos populares se excedeu ao quebrar regras dos decretos municipal e estadual. Ambos proíbem aglomerações e restringem a circulação de veículos na cidade, que não estejam em atividades essenciais.  


Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário