O atirador de festim - Revista Camocim

terça-feira, 2 de março de 2021

O atirador de festim




O "dinheiro" repassado pelo governo aos estados  é tudo transferência obrigatória, aquelas que estão 

na Constituição. Não há dinheiro novo aí. 


Os valores destinados ao Coronavírus foram todos negociados com o Congresso, dentro do que se chamou Orçamento de Guerra. Todos votaram a favor, governistas e oposicionistas. 


O Congresso é formado por quem? Representantes do povo eleitos pelo voto direto, nos estados! 



Quando Bolsonaro acusa, e apresenta nas redes  uma tabela falaciosa, seus seguidores engolem  sem checar. Importa apenas culpar os outros. 


Não percebem que de todos os impostos que a  gente paga todos os dias, o governo federal fica com o bolo maior, sempre foi assim, e com este presidente que prometeu "mais Brasil e menos  Brasília", não mudou absolutamente nada. 


Na checagem da tabela postada por Bolsonaro  ele contabiliza repasses como o do SUS, uma obrigação que está na Constituição, como se fosse um baita favor do presidente. 


E omite ou mente mesmo, sobre as decisões  deste governo de jogar sujo com os estados,  questão que a meu sentir é um crime. 


Antes de Bolsonaro, o governo federal bancava  12.003 leitos de UTI por mês. Temer estava na  presidência. Agora caiu para 3.187 leitos. 


Ou seja, com a pandemia levando toda a Saúde  ao colapso, Bolsonaro decidiu não custear UTI's  que salvam vidas. Nunca se viu isso em nenhum  governo. Nem no tempo da ditadura.  


Os estados estão bancando sozinhos a conta. A queda de mais de 73% no investimento federal  em leitos revela outra estratégia que bolsonaristas  jamais checarão. Este governo segrega estados da Federação como SP; Maranhão ou Bahia porque Bolsonaro os considera adversários dele. 




Foi por isso que a ministra Rosa Webber mandou  o governo cumprir a lei e bancar os leitos nesses estados governados por João Dória, Flávio Dino  e Ruy Costa Pimenta. Vergonhoso, não? 


Mas tem pior. Bolsonaro, em sua vileza, não se  importa em prejudicar possíveis eleitores dele  nesses lugares ao negar-lhes UTI. Pior ainda,  o cara acha que o dinheiro da União é dele,  e que "faz um favor" ao transferir. 


Aí você entra em grupos de WhatsApp e nas  redes em geral e encontra brasileiros de toda  a cepa que engolem esse tipo de mentira. 


É ou não a treva!?  


FOTOS: Recolhidas da genialidade de quem resume e interpreta com clareza a conduta presidencial em montagens, memes e imagens


Cláudio Teran

Nenhum comentário:

Postar um comentário