Martinópole - A usurpação do usurpador. - Revista Camocim

quarta-feira, 3 de março de 2021

Martinópole - A usurpação do usurpador.



A vereadora Bruna Aguiar, da base da oposição, protocolou hoje, às 15h, um Requerimento na Câmara Municipal de Martinópole, solicitando ao Município  a adesão ao Consórcio de prefeituras para compra da vacina contra  a Covid-19. Depois disso iniciou-se um processo de usurpação, protagonizado pelo vereador Ney Monte e pelo prefeito interino Betão. Saiba o que aconteceu;


1 - Após o protocolo da vereadora Bruna,  o vereador Ney Monte postou no Facebook uma foto sua, informando que estaria  trabalhando um requerimento muito importante para o município. Ocorre que ele esqueceu de retirar do seu lado, na foto, o Requerimento da vereadora Aguiar. O fato causa estranheza, pois os requerimentos protocolados na secretária só são entregues para os vereadores no começo da sessão - por que  o vereador já se encontrava com o requerimento em mãos às 16h?.



2 - Quando se iniciou a Sessão, o vereador Ney Monte apresentou um Requerimento, com o mesmo pedido da vereadora Bruna, sendo com data anterior do protocolo da vereadora . Pergunta-se: será que protocolaram o requerimento do vereador com data anterior ao da vereadora somente para não contemplar o  pedido de um membro da bancada de oposição?


3 - Hilário foi o prefeito interino, Betão,  que  logo em seguida - depois do Ney, às 18h, foi para as redes sociais, através de postagem no Facebook, informar que já tinha assinado a adesão ao referido Consórcio. Ou seja, usurpando a iniciativa da vereadora e do usurpador Ney Monte. Foi uma nítida tentativa de ganhar crédito em cima do pedido da Bruna Aguiar.


Carlos Jardel 

Nenhum comentário:

Postar um comentário