Prefeitura de Granja toma medidas legais contra permissionário que se apropriou de box irregularmente - Revista Camocim

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Prefeitura de Granja toma medidas legais contra permissionário que se apropriou de box irregularmente


Sobre aos fatos ocorridos hoje (22) na cidade de Granja, envolvendo o Município e a pessoa do Senhor. Paulo Sérgio de Carvalho, permissionário de um box público na Praça Coronel Raimundo de Oliveira, no centro da cidade,  o Revista Camocim apurou que o Senhor Paulo mantinha com o município um contrato, em que havia firmado um termo de autorização de uso de bens imóveis, que tinha validade até o dia 31 de dezembro de 2020. Antes de exaurir o prazo, o Senhor Paulo foi notificado pelo setor responsável da prefeitura, ficando ciente de que seu contrato, bem como do seu vizinho de box, não seriam renovados, tendo os mesmos que comparecerem no primeiro dia útil de 2021 ao setor para proceder com a devolução do bem e entrega das chaves. 


Ocorre que ao contrário do outro vizinho permissionário, o Senhor Paulo se negou a receber a notificação e daí em diante usou da situação para fins politiqueiros, fazendo diversos vídeos nas suas redes sociais, atacando as autoridades e afirmando que não iria desocupar o imóvel

.

O uso da situação como meios políticos, deve-se esclarecer que o Senhor Paulo tem uma filha casada com o irmão da vereadora Mentinha do Deoclécio, que logo abraçou a causa “familiar”. Vale lembrar que a família da vereadora, por meio de uma empresa do grupo familiar, deve aos cofres públicos de Granja mais de R$1 milhão de reais, que inclusive está sendo cobrado judicialmente já estando com diversos bens bloqueados e com pedido de quebra de sigilo bancário.


Pois bem, em outro momento e já ilegalmente no uso do bem imóvel, o Senhor Paulo novamente foi notificado para que no prazo de 5 (cinco) dias o desocupasse, sob pena de serem tomadas as medidas cabíveis e mais uma vez ele se negou a receber a notificação esbravejando que “daquele local ele não iria sair”.


Toda ação foi perfeitamente orquestrada com fins eleitoreiros, pois ao contrário do que é alegado nas redes sociais do Senhor Paulo e da vereadora Mentinha, ele não é uma pessoa desprovida de bens, pois é proprietário de veículos, tem outra atividade comercial na rua Conrado Porto, que fica ao lado do box, ocupado por sua esposa e que com isso tencionava ocupar dois pontos comerciais, o do município, ilegalmente como estava, e o da esposa a poucos metros, tirando assim a oportunidade de outro granjense ter acesso ao meio de vida no referido local. 


E pasmem: que tudo isso defendido ilegalmente pela vereadora Mentinha do Deoclécio, que em diversos momentos estava na companhia do mesmo, inclusive como demonstram alguns vídeos, invadindo um órgão público sem autorização para, na base da força bruta, arrancar os objetos que estavam sendo catalogados para devolução ao proprietário.


Vale ressaltar que o imóvel já havia sido lacrado hoje logo cedo pelo município, mas posteriormente foi invadido pelo Senhor Paulo e sua família, onde de lá desacataram e agrediram fisicamente funcionários públicos que tentavam guardar a ordem e o bem.


Posteriormente, todos foram conduzidos para Delegacia Regional de Policia Civil de Camocim, onde foram feitos os procedimentos cabíveis, podendo agora o Senhor Paulo e outros responderem por depredação ao patrimônio público, agressão e desacato. 


O  Senhor Paulo permaneceu calado durante todo o procedimento policial por orientação de seu advogado.


Carlos Jardel

Nenhum comentário:

Postar um comentário