ESTUDO APONTA QUE MULHERES COM FOME TENDEM A SER MENOS ROMÂNTICAS - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




terça-feira, 18 de agosto de 2015

ESTUDO APONTA QUE MULHERES COM FOME TENDEM A SER MENOS ROMÂNTICAS


Um estudo realizado pela pós-doutora em Psicologia da Universidade da Califórnia, Alice Ely, apontou que as mulheres ficam cada vez mais românticas quando estão de estômago cheio. Após analisar o comportamento de mais de 20 mulheres, a especialista chegou a conclusão de que a fome irrita consideravelmente as mulheres. A análise foi publicada na última semana no jornal Appetite e na revista norte-americana Time.

Dentre as mulheres que participaram dos testes, Alice convidou um grupo que havia feito dieta em outras épocas e outro grupo que não teria restrição alimentar. Após algumas comparações, percebeu-se que aquelas que já passaram por dietas a intensidade da resposta era maior.

Além dessa análise, a pós-doutora identificou que as pessoas que fazem dieta apresentam uma resposta cerebral maior quando se alimentam. Ou seja, segundo a pesquisadora, o "aumento da atividade cerebral pode ir além da comida".

Redação O POVO Online