ERASMO DISSE QUE A PREFEITA "NÃO SABE O PRAZER DE CONQUISTAR POR MÉRITO," POIS, "NUNCA FEZ UM CONCURSO" - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

ERASMO DISSE QUE A PREFEITA "NÃO SABE O PRAZER DE CONQUISTAR POR MÉRITO," POIS, "NUNCA FEZ UM CONCURSO"

Ao comentar no Facebook, sobre o concurso público, o ex-candidato a deputado estadual pelo PR, Erasmo Gomes, disse que considera  "uma afronta"  a prefeita Monica Aguiar ter "enganado e não chamados os concursados como tanto gritou nos palanques". Ele disse ainda que a prefeita "não sabe o prazer de conquistar por mérito," pois, "nunca fez concurso", destacou, dizendo que espera "estar errado". 


"Seria só mais um comentário, mas faço desse um apelo: ao longo dos anos desacreditei na forma de governo que sempre foi aplicado em nossa bela cidade, onde o emprego usado como "cabresto eleitoral"serve para garantir eleições através de milhares de cabos eleitorais pagos com nosso dinheiro. Presenciei isso na última eleição encontrando às 22h mulheres grávidas e idosas perambulando pelas ruas de Camocim pedindo votos. Será que, se fossem concursadas fariam o mesmo? Uma delas me garantiu que não.

Muitos aprovados no último concurso foram silenciados com uma vaga contratada e o resto já perdeu a esperança de ter um emprego digno garantido pelo próprio trabalho e esforços nos estudos.

Passei no meu primeiro concurso aos 17 anos e sei a importância disso para um jovem filho de uma família humilde, para um pai de família, ou qualquer outro que sonha com segurança e estabilidade. Por isso, acho uma afronta a atual gestora ter enganado e não chamados os concursados como tanto gritou nos palanques. E, nesses 2 (dois) anos, segue a mesma prática e regra política de seu grupo, que ha décadas mata sonhos de jovens, aprisiona a liberdade intelectual daqueles que por necessidade aceitam os contratos, cujo único foco são serviçais, que em época de eleição rodam nossa cidade atrás de votos.

Vamos lá prefeita, faça, ainda no início de 2015, um grande concurso para todos os cargos. Vamos tirar os jovens das calçadas e colocá-los dentro de casa estudando. Vamos lá prefeita, rompa com essa política velha que aprisiona nossa população, que serei o primeiro a bater palmas e ficar imensamente feliz por, dessa vez, estar enganado. Sei que nunca fez concurso e por isso entendo que não sabe o prazer de conquistar por mérito e não por indicação, rezo para estar errado".

Carlos Jardel