CID RECUSA CONVITE PARA SER MINISTRO DA EDUCAÇÃO NO 2º GOVERNO DILMA - Revista Camocim

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas


Clique na imagem e fale com a gente

Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

CID RECUSA CONVITE PARA SER MINISTRO DA EDUCAÇÃO NO 2º GOVERNO DILMA

Após semanas de especulações, o governador Cid Gomes (Pros) pôs fim ao mistério: não será ministro no segundo governo Dilma Rousseff (PT). Segundo o jornal Folha de S.Paulo, Cid foi convidado para assumir o ministério da Educação e recusou. 

A assessoria do governador informou que ele está decidido a passar um ano em Washington, nos Estados Unidos, onde assumirá cargo em uma consultoria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

A recusa cria embaraço para o governo Dilma, já que Cid Gomes teria sido escolhido para a pasta devido ao seu desempenho na gestão do estado do Ceará. Foi durante seu governo que surgiu o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic), que serviu de modelo para uma ação federal na área, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), lançado há dois anos pela presidente Dilma. 

No início desta semana, o governador Cid Gomes evitou comentar possível indicação sua para o primeiro escalão. “Se eu dissesse que não aceito seria arrogância, e se disser que aceito estaria me oferecendo. Então é melhor nem comentar essas coisas”, disse o governador. 

Em entrevista ao O POVO, Cid reafirmou que, para o próximo ano, seu projeto “pessoal e familiar” é ir morar nos Estados Unidos. Apesar disso, o governador não descartava “colocar o País acima de qualquer interesse pessoal”. 

Cid Gomes reforçou, no entanto, que possível ida sua a ministério ainda estava apenas no campo das especulações. “E eu não posso fazer, até já disse isso publicamente, qualquer comentário sobre especulações”.

O Povo Online